PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolfo Rodrigues: Empate com sabor de derrota para o Corinthians

Giuliano do Corinthians, atuando diante do Internacional - Maxi Franzoi/AGIF
Giuliano do Corinthians, atuando diante do Internacional Imagem: Maxi Franzoi/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

24/10/2021 18h01

Depois de uma semana conturbada após a derrota no clássico para o São Paulo e os rumores de uma eventual demissão do técnico Sylvinho, o Corinthians empatou com o Internacional no Beira-Rio, por 2 x 2, neste domingo (24). Depois de virar o jogo no segundo tempo, o Corinthians sofreu o empate nos acréscimos, saindo com a sensação de derrota.

Depois de começar mal a partida, sofrendo um gol logo aos 8 minutos, por falta de atenção no posicionamento de Gabriel e Fábio Santos, o Corinthians criou pouco na primeira etapa. No segundo tempo, o técnico Sylvinho mexeu na equipe e o Corinthians conseguiu uma virada em três minutos.

Para o lugar de Gabriel, que pouco fez no jogo, Sylvinho colocou Du Queiroz, ganhando na qualidade de passe. Já na vaga de Vitinho, que surpreendentemente começou como titular, o treinador botou Gustavo Mosquito. Além disso, ele mudou o posicionamento de Renato Augusto, deixando-o mais avançado, como centroavante, no lugar de Róger Guedes, que passou a atuar aberto na esquerda.

A mudança surtiu efeito e o Corinthians chegou ao empate com Giuliano após ótima jogada de Gabriel Pereira, aos 19 minutos. Pouco depois, Róger, pela esquerda, sofreu pênalti, que Fábio Santos converteu. Melhor em campo, o Corinthians conseguiu controlar as ações do Inter, mas acabou castigado no finalzinho, em outro lance de desatenção da zaga, quando Gustavo Maia acertou um belo chute, aos 47 minutos.

Diante de um rival direto e vindo de duas derrotas fora de casa (Sport e São Paulo), o Corinthians entrou em campo precisando da vitória para se recuperar na competição. Após um primeiro tempo ruim e uma grande virada, o empate acabou sendo ruim para o Corinthians, que volta a ficar pressionado, já que vai se distanciando dos primeiros colocados e da vaga direta na Libertadores de 2022.

Nos próximos jogos, o Corinthians pega Chapecoense e Fortaleza na Neo Química Arena sem poder pensar em empatar para seguir sonhando com seu objetivo maior no Brasileirão. Principalmente também para o contestado Sylvinho.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL