PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolfo Rodrigues: Seleção brasileira atropela o Uruguai e, enfim, convence

O atacante Raphinha atuou entre os titulares da seleção brasileira contra o Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002, na Arena Amazônia - 14/10/2021 - Lucas Figueiredo/CBF
O atacante Raphinha atuou entre os titulares da seleção brasileira contra o Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002, na Arena Amazônia - 14/10/2021 Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

14/10/2021 23h27

A seleção brasileira venceu o Uruguai por 4 x 1 nesta quinta-feira (14), em Manaus, pelas Eliminatórias e praticamente assegurou sua classificação para a Copa do Mundo de 2022, no Catar, ao chegar a 31 pontos em 11 jogos.

A vitória manteve a invencibilidade da seleção de Tite na competição, que também já chega a 28 jogos se somarmos a última edição — a 2ª maior na história do torneio, atrás apenas dos 31 jogos entre 1954 e 1993.

Raphinha, (2), Neymar (1) e Gabigol (1) fizeram os gols da seleção brasileira que finalmente voltou a apresentar uma ótimo futebol. Neymar, com deu ainda duas assistências, voltou a fazer uma grande apresentação, muito acima dos seus últimos jogos pela seleção. O camisa 10 chegou a 70 gols e 51 assistências pela seleção, em 115 jogos, isolando-se ainda na artilharia da seleção nas Eliminatórias com 13 gols, dois a mais Romário e Zico.

Com um time bem organizado em campo, jogadores mostrando muita vontade e muita movimentação, o Brasil atropelou o Uruguai em Manaus, chegando a 12 jogos sem derrota para o rival. No primeiro tempo, Raphinha pelo lado direito do ataque e Lucas Paquetá, pela esquerda, foram muito bem. Outros destaques foram o volante Fred (que deu uma assistência), Neymar e Emerson pela lateral direita.

Até Gabriel Jesus, que chegou a 15 jogos sem marcar, fez uma boa apresentação, tendo inclusive boas chances de marcar. Com uma atuação segura, o Brasil voltou a empolgar e diante de um grande rival. Hoje, a seleção de Tite e Neymar merece todos os elogios.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL