PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolfo Rodrigues: Maracanã deixou de ser a casa da seleção brasileira

Tite durante treino da seleção brasileira na Neo Química Arena após suspensão de jogo contra a Argentina - Lucas Figueiredo/CBF
Tite durante treino da seleção brasileira na Neo Química Arena após suspensão de jogo contra a Argentina Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

05/10/2021 20h28

A CBF confirmou nesta terça-feira (5) o local dos jogos da seleção brasileira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, em novembro de de 2021 e fevereiro de 2022: a Neo Química Arena (estádio do Corinthians) e o Mineirão para os jogos contra Colômbia e Paraguai, respectivamente.

Mais uma vez, o Maracanã acabou sendo preterido pela entidade. Algo que vem se tornando comum nos últimos anos. Construído para a Copa do Mundo de 1950, o Maraca é até hoje o estádio que mais recebeu jogos da seleção. Desde 1914, foram 108 jogos, com 77 vitórias, 23 empates e 8 derrotas. Em partidas oficiais, foram 34 jogos, com 27 vitórias, 7 empates e apenas duas derrotas: para o Uruguai na final da Copa do Mundo de 1950, no famoso Maracanazo, e agora, recentemente, na final da Copa América de 2021 para a Argentina.

Nos últimos 10 anos, desde 2012, o Brasil disputou 40 jogos em seu território. Nesse período, o Mané Garrincha, em Brasília, foi o estádio que mais recebeu jogos (6), seguido pelo Mineirão (5). O Maracanã foi terceiro com mais jogos (4), ao lado do Castelão, Nílton Santos e Morumbi. Se contarmos os próximos jogos das Eliminatórias, o Mineirão passa a liderar ao lado do Mané Garrincha, e a Arena Corinthians empata com o Maracanã (isso sem contar o jogo suspenso contra a Argentina no último mês de setembro).

Vale lembrar que dos últimos 4 jogos da seleção no Maracanã, apenas um foi marcado de fato para receber de fato a seleção, no amistoso contra a Inglaterra, em 2013. Nos outros três jogos, o Brasil disputou finais de competições — Copa das Confederações 2013, Copa América 2019 e Copa América 2021. Se tivesse caído pelo caminho, como na Copa do Mundo de 2014, a seleção poderia ter feito apenas um jogo no Maraca nesses últimos 10 anos.

Pelas Eliminatórias, nessa última década, o Brasil não jogou uma vez sequer no Maracanã. Nem os tradicionais clássicos contra Argentina ou Uruguai foram para o maior estádio do país. A última vez em que a seleção brasileira atuou no Maracanã pelas Eliminatórias foi em 2008, no dia 15 de outubro, há 13 anos, no empate por 0 x 0 contra a Colômbia. Desde 2012, pelas Eliminatórias, o Brasil teve 14 jogos marcados, todos fora do Rio de Janeiro. Na era Tite, a Neo Química Arena tem sido o estádio preferido do ex-treinador do Corinthians - foram três jogos marcados lá.

Jogos da seleção brasileira em casa entre 2012 e 2022:
7/9/2012 - 1 x 0 África do Sul (Amistoso) - Morumbi
10/9/2012 - 8 x 0 China (Amistoso) - Arruda
19/9/2012 - 2 x 1 Argentina (Superclássico) - Serra Dourada
24/4/2013 - 2 x 2 Chile (Amistoso) - Mineirão
2/6/2013 - 2 x 2 Inglaterra (Amistoso) - Maracanã
9/6/2013 - 3 x 0 França (Amistoso) - Arena do Grêmio
15/6/2013 - 3 x 0 Japão (Copa das Confederações) - Mané Garrincha
19/6/2013 - 2 x 0 México (Copa das Confederações) - Castelão
22/6/2013 - 4 x 2 Itália (Copa das Confederações) - Fonte Nova
26/6/2013 - 2 x 1 Uruguai (Copa das Confederações) - Mineirão
30/6/2013 - 3 x 0 Espanha (Copa das Confederações) - Maracanã
7/9/2013 - 6 x 0 Austrália (Amistoso) - Mané Garrincha
3/6/2014 - 4 x 0 Panamá (Amistoso) - Serra Dourada
6/6/2014 - 1 x 0 Sérvia (Amistoso) - Morumbi
12/6/2014 - 3 x 1 Croácia (Copa do Mundo) - Neo Química Arena
17/6/2014 - 0 x 0 México (Copa do Mundo) - Castelão
23/6/2014 - 4 x 1 Camarões (Copa do Mundo) - Mané Garrincha
28/6/2014 - 1 x 1 Chile (Copa do Mundo) - Mineirão
4/7/2014 - 2 x 1 Colômbia (Copa do Mundo) - Castelão
8/7/2014 - 1 x 7 Alemanha (Copa do Mundo) - Mineirão
12/7/2014 - 0 x 3 Holanda (Copa do Mundo) - Mané Garrincha
7/6/2015 - 2 x 0 México (Amistoso) - Allianz Parque
10/6/2015 - 1 x 0 Honduras (Amistoso) - Beira-Rio
13/10/2015 - 3 x 1 Venezuela (Eliminatórias) - Castelão
17/11/2015 - 3 x 0 Peru (Eliminatórias) - Fonte Nova
25/3/2016 - 2 x 0 Uruguai (Eliminatórias) - Arena Pernambuco
6/9/2016 - 2 x 1 Colômbia (Eliminatórias) - Arena Amazônia
6/10/2016 - 5 x 0 Bolívia (Eliminatórias) - Arena das Dunas
5/6/2019 - 2 x 0 Catar (Amistoso) - Mané Garrincha
9/6/2019 - 7 x 0 Honduras (Amistoso) - Beira-Rio
14/6/2019 - 3 x 0 Bolívia (Copa América) - Morumbi
18/6/2019 - 0 x 0 Venezuela (Copa América) - Fonte Nova
22/6/2019 - 5 x 0 Peru (Copa América) - Neo Química Arena
27/6/2019 - 0 x 0 Paraguai (Copa América) - Arena do Grêmio
2/7/2019 - 2 x 0 Argentina (Copa América) - Mineirão
7/7/2019 - 3 x 1 Peru (Copa América) - Maracanã
9/10/2020 - 5 x 0 Bolívia (Eliminatórias) - Neo Química Arena
13/11/2020 - 1 x 0 Venezuela (Eliminatórias) - Morumbi
4/6/2021 - 2 x 0 Equador (Eliminatórias) - Beira-Rio
13/6/2021 - 3 x 0 Venezuela (Eliminatórias) - Mané Garrincha
17/6/2021 - 4 x 0 Peru (Copa América) - Nilton Santos
23/6/2021 - 2 x 1 Colômbia (Copa América) - Nilton Santos
27/6/2021 - 1 x 1 Equador (Copa América) - Pedro Ludovico
2/7/2021 - 1 x 0 Chile (Copa América) - Nilton Santos
5/7/2021 - 1 x 0 Peru (Copa América) - Nilton Santos
10/7/2021 - 0 x 1 Argentina (Copa América) - Maracanã
5/9/2021 - Argentina (Eliminatórias) - Neo Química Arena (jogo suspenso)
9/9/2021 - 2 x 0 Peru (Eliminatórias) - Arena Pernambuco
14/10/2021 - Uruguai (Eliminatórias) - Arena da Amazônia
11/11/2021 - Colômbia (Eliminatórias) - Neo Química Arena
1/2/2022 - Paraguai (Eliminatórias) - Mineirão

Estádios com mais jogos da seleção, no Brasil, entre 2012 e 2022:
6 - Mané Garrincha
6 - Mineirão
4 - Castelão
4 - Maracanã
4 - Morumbi
4 - Neo Química Arena *
4 - Nilton Santos
3 - Beira-Rio
3 - Fonte Nova
2 - Arena da Amazônia
2 - Arena do Grêmio
2 - Arena Pernambuco
2 - Serra Dourada
1 - Allianz Parque
1 - Arena das Dunas
1 - Arruda
1 - Pedro Ludovico

* Sem contar o jogo suspenso contra a Argentina em setembro de 2021

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL