PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolfo Rodrigues: Atlético-MG e Palmeiras chegam com tabus para a decisão

Jogadores de Palmeiras e Atlético-MG discutem durante semifinal da Libertadores - Conmebol
Jogadores de Palmeiras e Atlético-MG discutem durante semifinal da Libertadores Imagem: Conmebol
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

28/09/2021 04h00

Atlético-MG e Palmeiras decidem nesta terça-feira (28), no Mineirão, uma vaga na final da Copa Libertadores de 2021. No jogo de ida, em São Paulo, os times empataram por 0 x 0. Agora, um novo empate sem gols leva a decisão para os pênaltis. Qualquer empate com gols dá a vaga ao Palmeiras. Já qualquer vitória simples classifica o vencedor.

Atual campeão da Libertadores, o Palmeiras do técnico Abel Ferreira chega à decisão da semifinal com um excelente retrospecto como visitante na competição sul-americana. Desde 2019, o time não perde fora de casa. Em 14 jogos, foram 10 vitórias, 4 empates, nenhuma derrota, 26 gols feitos e apenas 9 gols sofridos. Fora a vitória em campo neutro (Maracanã), sobre o Santos, na final da Libertadores de 2020.

A sequência invicta do Palmeiras como visitante é a maior da história da Libertadores desde 1960 e não deve ser menosprezada, apesar do mau futebol apresentado pelo time no jogo de ida contra o Galo (em que praticamente não atacou o adversário) e pela derrota no último sábado (26), no clássico contra o Corinthians no Brasileirão.

Com o português Abel Ferreira, o Palmeiras não vem mostrando um futebol brilhante, com jogadas bonitas e ofensividade. Mas o time vem sendo eficiente. Principalmente na Libertadores, onde tem a chance de conquistar o bicampeonato. Mas com um adversário tão complicado pela frente, o Palmeiras vai precisar repetir o desempenho que o levou ao título de 2020. Principalmente na semifinal passada, quando fez 3 x 0 no River Plate em Buenos Aires.

Já o Atlético-MG chega para a decisão desta terça-feira invicto na Libertadores. Em 11 jogos, foram 7 vitórias, 4 empates e nenhuma derrota. O time de Cuca fez a melhor campanha na primeira fase e vem com uma das melhores defesas na história da competição com apenas 3 gols sofridos em 11 jogos. Além disso, pode ser o primeiro time a chegar à final da Libertadores sem levar gol nos mata-matas. Nas oitavas, o Galo passou pelo Boca Juniors e depois, nas quartas, pelo River Plate.

Na temporada, o Atlético-MG vem também numa grande fase. O time não perde há 12 jogos. Nas últimas 23 partidas, só perdeu uma vez, para o Bahia, no jogo de volta das oitavas da Copa do Brasil, quando foi para o confronto com a vantagem do 3 x 0 do jogo de ida. No Brasileirão, o Galo lidera a competição com 8 pontos de vantagem sobre o Palmeiras e vem com uma série invicta de 14 jogos.

No jogão desta terça, o Palmeiras chega até com um ataque mais positivo que o do Galo (foram 26 gols contra 19 do time mineiro). Na Libertadores, apenas o Flamengo marcou mais que o Palmeiras. Já o Galo, vem com uma série de 7 jogos sem levar gol na Libertadores (uma das maiores da história do torneio).

Semifinal interessantíssima e cheia de marcas a serem quebradas. Nesse duelo entre a forte defesa do invicto Galo e a força do Palmeiras como visitante, sou mais Atlético. Veremos.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL