PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolfo Rodrigues: Gabigol está certo, o futebol brasileiro é uma várzea

Gabigol comemora após marcar pelo Flamengo diante do Santos, no Brasileirão - Fernanda Luz/AGIF
Gabigol comemora após marcar pelo Flamengo diante do Santos, no Brasileirão Imagem: Fernanda Luz/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

09/09/2021 16h52

O atacante Gabigol, do Flamengo, foi denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após a expulsão na derrota para o Internacional pela 15ª rodada do Brasileirão, quando saiu de campo dizendo que "Isso é uma piada! Por isso que o futebol brasileiro é essa várzea".

Ora, o que ele disse de errado? Por que o STJD se preocupa em punir o atleta (que é uma das melhores coisas do nosso futebol na atualidade — e não quem, de fato, o transforma numa várzea? O STJD acha normal uma entidade como a CBF ser comandada por cartolas corruptos, desonestos e assediadores? Ou ainda como a vergonhosa arbitragem conduz o uso do VAR nas competições?

O STJD deveria ter mais com o que se preocupar. O momento do futebol brasileiro é preocupante, sem comando. O último jogo contra a Argentina mostrou a confusão em que ele se encontra. O STJD poderia agir em favor dos clubes, em melhorar o nosso largado futebol. Em punir quem realmente prejudica o espetáculo, quem faz o torcedor sofrer.

É hora de pensar numa reformulação na escolha dos dirigentes das federações estaduais e da CBF. De pensar na mudança no calendário nacional, de evitar que os clubes tenham que jogar em datas Fifa, sendo prejudicados nas competições que disputam. Não dá para aceitar que o STJD puna um jogador que expôs uma opinião que é retrato da realidade do nosso futebol.

Nosso futebol teve os últimos presidentes afastados e presos por corrupção e escândalos (Ricardo Teixeira, José Maria Marín, Marco Polo del Nero e Rogério Caboclo). Temos hoje grandes clubes à beira da falência. Nunca tantos grandes e ex-campeões disputaram a Série B ao mesmo tempo. A seleção brasileira está cada vez mais enfraquecida. Nossos jogadores saem daqui cedo e já nem são mais protagonistas no futebol europeu. Tem muita coisa errada.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL