PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Messi sobra na Copa América e caminha para fazer história

Rodrigo de Paul abraça Messi após gol da Argentina contra o Equador - Heber Gomes/AGIF
Rodrigo de Paul abraça Messi após gol da Argentina contra o Equador Imagem: Heber Gomes/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

04/07/2021 00h08

Lionel Messi vem jogando o fino nessa Copa América 2021. Na vitória sobre o Equador por 3 x 0 neste sábado (3), em Goiânia, o craque argentino marcou um lindo gol de falta e deu duas assistências no jogo que valeu a classificação de sua equipe para a semifinal.

Em ótima fase, Messi tem agora 4 gols e 4 assistências na competição, sobrando sobre os demais jogadores e fazendo sua melhor Copa América em 6 edições disputadas.

Jogando com muita objetividade, técnica e vontade, Messi vem lembrando o ótimo jogador dos bons tempos de Barcelona. No lance do primeiro gol da Argentina, pegou um rebote fora da área de primeira deixou De Paul em ótima condições para marcar. No segundo tempo, deu dribles, movimentou-se bastante e deu o passe para Lautaro praticamente definir a classificação. Já nos acréscimos, marcou um lindo gol de falta, seu 58º na carreira.

Messi está arrebentando nessa Copa América. Aquele jogador cabisbaixo, triste com o mau desempenho com a camisa da Argentina, ficou para trás. Quem está acompanhando essa Copa América está vendo a melhor versão do craque, figura-chave nessa sequência invicta da Argentina de 18 jogos — perdeu pela última vez para o Brasil na semifinal da Copa América de 2019.

Bom para os amantes do futebol, mas perigoso para a seleção brasileira numa provável final entre as duas melhores seleções dessa Copa América.

Com 76 gols pela seleção argentina, Messi está agora a um gol de igualar Pelé, o sul-americano com mais gols por uma seleção. Com 13 gols na Copa América, o argentino é 7º maior goleador da história do torneio desde 1914 e está a 4 gols dos recordistas Norberto Mendez-ARG e Zizinho-BRA. Além disso, está a 2 jogos de igualar o chileno Sergio Livingstone como o jogador com mais partidas na história do mais antigo torneio de seleções do mundo.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL