PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

São Paulo tem muita posse de bola e cria poucas chances no Brasileirão

Miranda na derrota do São Paulo para o Atlético-MG no Brasileirão - GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Miranda na derrota do São Paulo para o Atlético-MG no Brasileirão Imagem: GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

15/06/2021 04h00

Campeão paulista de 2021, o São Paulo começou o Campeonato Brasileiro cotado como um dos favoritos ao título. Mas em três rodadas, o time do técnico Hernán Crespo deixou a desejar. Depois de estrear com empate sem gols, em casa, contra o Fluminense (com direito a pênalti defendido por Tiago Volpi), o Tricolor perdeu para Atlético-GO (2 x 0) e Atlético-MG (1 x 0), fora de casa.

Com apenas 1 ponto em 9 disputados, o São Paulo tem o seu pior início no Brasileirão por pontos corridos, desde 2003. Atualmente na 17ª colocação, o time entrou para a zona do rebaixamento, algo que não acontecia desde a 27ª rodada de 2017.

Pontos ganhos pelo São Paulo no Brasileirão até a 3ª rodada na era dos pontos corridos (2003-2021):
[1] - 2021
2 - 2003, 2008, 2009
3 - 2012
4 - 2005, 2007, 2010, 2016
5 - 2014, 2018
6 - 2006, 2015, 2017, 2020
7 - 2004, 2013, 2019
9 - 2011

Sem marcar nem um gol sequer nesse Brasileirão, o São Paulo é o time que menos criou grandes chances nesse Brasileirão 2021. Segundo o site SofaScore, o Tricolor conseguiu criar apenas uma, na estreia contra o Fluminense. Apenas o Cuiabá, que jogou duas partidas até essa 3ª rodada, criou tão pouco nesse Brasileiro. Além disso, o time de Crespo tem o pior ataque ao lado do América-MG.

Mais grandes chances de gol criadas no Brasileirão 2021:
10 - Fortaleza
9 - Bragantino
7 - Palmeiras
6 - Corinthians, Inter e Juventude
5 - Atlético-MG, Bahia, Flamengo e Fluminense
4 - Athletico-PR, Ceará e Sport
3 - Atlético-GO, Chapecoense e Santos
2 - América-MG
1 - Cuiabá e São Paulo

Já na posse de bola, o São Paulo é o segundo time com o maior índice até aqui (64%), ao lado do Grêmio, atrás apenas do Santos de Fernando Diniz (65,7%). Em passes certos, o Tricolor é o 4º colocado com 465, atrás de Santos (531), Flamengo (518) e Grêmio (484).

Com esse desempenho nos três primeiros jogos, o que se vê é um time que troca muitos passes, mas que não consegue finalizar com precisão nesse Brasileirão. Em números totais de finalizações, o São Paulo é o último colocado com somente 5 por jogo (certas e erradas). O Bragantino lidera esse ranking com 14 finalizações, seguido pelo Flamengo (13.5).

Nessa 4ª rodada, o São Paulo tem um jogo relativamente fácil, em casa, contra a Chapecoense, 18ª no campeonato e que também não venceu na competição. É a chance de o time de Crespo entrar na competição e melhorar esse desempenho. Um novo tropeço pode atrapalhar bem o futuro da equipe nessa Série A.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL