PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

Gastos com contratações caem pela metade nas 5 principais ligas da Europa

O zagueiro português Rúben Dias, reforço do Manchester City para esta temporada - Divulgação
O zagueiro português Rúben Dias, reforço do Manchester City para esta temporada Imagem: Divulgação
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

06/10/2020 04h00

A crise mundial gerada pela pandemia da coronavírus teve grande impacto nessa janela de transferências do futebol mundial. Encerrada nesta segunda-feira (5) nos principais países da Europa, a janela de verão da temporada 2020/21 teve uma diminuição de 50% dos investimentos em relação à temporada anterior (3,2 bilhões de euros contra 6,5 bilhões) nas cinco principais ligas (Inglaterra, Itália, Espanha, França e Alemanha).

Numa janela bem atípica, os clubes ingleses foram novamente os que mais gastaram (1,33 bi de euros), ainda assim, menos que na temporada passada (1,79 bi). Os times italianos, puxados pela Inter de Milão, foram os segundos que mais gastaram em reforços. A Liga Espanhola, que teve uma queda alta nos investimentos, caiu para a quarta posição, atrás da Ligue 1 da França.

Veja os gastos das 5 principais ligas do futebol europeu nas últimas 10 janelas de transferências:

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.