PUBLICIDADE
Topo

Inter é o clube que mais utilizou estrangeiros na história do Brasileirão

O argentino D"Alessandro está disputando seu 11º Brasileirão pelo Internacional - MAX PEIXOTO/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO
O argentino D'Alessandro está disputando seu 11º Brasileirão pelo Internacional Imagem: MAX PEIXOTO/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

16/09/2020 04h00

Ao colocar em campo 9 estrangeiros no Brasileirão de 2020, o Internacional quebrou um recorde na competição, sendo o clube com mais gringos em uma só edição. Na atual Série A, o Colorado, que já contava com D'Alessandro, Sarrafiore, Víctor Cuesta e Guerrero, estreou ainda em Brasileiros Saravia, Musto, Jhonny, Abel Hernández e Leandro Fernández.

Assim, com esses cinco novos, o inter chegou a 112 estrangeiros utilizados na história do Brasileirão, na soma de todas as edições desde 1959, sendo o time que mais contou com gringos na competição, à frente do rival Grêmio, com 90.

Clubes com mais estrangeiros no Campeonato Brasileiro (1959-2020)

Inter e Grêmio são também os clubes que mais tiveram diferentes estrangeiros na história do Brasileirão, com 54 cada um, seguidos por Santos, Cruzeiro, Vasco, Palmeiras e Flamengo.

Mais estrangeiros diferentes utilizados no Brasileirão desde 1959:
54 - Grêmio
54 - Internacional
49 - Santos
42 - Cruzeiro
42 - Vasco
41 - Flamengo
40 - Palmeiras
38 - Atlético-MG
38 - São Paulo
36 - Athletico-PR
36 - Botafogo
35 - Corinthians
29 - Vitória
25 - Coritiba
23 - Fluminense
16 - Sport
15 - Bahia
11 - Portuguesa
10 - Chapecoense
10 - Goiás
10 - Náutico

O veterano meia argentino D'Alessandro, camisa 10 do atual time do Internacional, é hoje o segundo estrangeiro com mais jogos na história do Brasileirão com 242 partidas disputadas em 11 diferentes edições, atrás de Petkovic (271 jogos). Já outro jogador do Colorado figura também entre os recodistas: o atacante Guerrero, o 2º maior artilheiro, também atrás de Pet.

Estrangeiros com mais jogos disputados no Brasileirão desde 1959:
1º - Petkovic (Sérvia) - 271 jogos
2º - D'Alessandro (Argentina) - 248 jogos
3º - Alex Kamianecky (Alemanha) - 221 jogos
4º - Maldonado (Chile) - 207 jogos
5º - Guiñazú (Argentina) - 187 jogos
6º - Conca (Argentina) - 180 jogos
7º - Ancheta (Uruguai) - 164 jogos
8º - Edwin Valencia (Colômbia) - 156 jogos
9º - Guerrero (Peru) - 150 jogos
10º - Darío Pereyra (Uruguai) - 146 jogos
10º - Pedro Rocha (Uruguai) - 146 jogos

Estrangeiros com mais gols marcados no Brasileirão desde 1959:
1º - Petkovic (Sérvia) - 83 gols
2º - Guerrero (Peru) - 54 gols
3º - Aristizábal (Colômbia) - 48 gols
4º - D'Alessandro (Argentina) - 40 gols
5º - Arrascaeta (Uruguai) - 40 gols
5º - Barcos (Argentina) - 40 gols
7º - Fischer (Argentina) - 36 gols
7º - Conca (Argentina) - 36 gols
9º - Doval (Argentina) - 34 gols
10º - Pedro Rocha (Uruguai) - 33 gols

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.