PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

Marfinense Kalou, do Botafogo, é o 13º africano a jogar no Brasileirão

Kalou durante sua estreia com a camisa do Botafogo - Vítor Silva/ BFR
Kalou durante sua estreia com a camisa do Botafogo Imagem: Vítor Silva/ BFR
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

05/09/2020 04h00

Um dos 47 estrangeiros que entrou em campo na Série A de 2020, o atacante marfinense Salomon Kalou se tornou o 13º africano a disputar o Campeonato Brasileiro na história. Aos 35 anos, o jogador do Botafogo, que disputou as Copas do Mundo de 2010 e 2014, essa aqui no Brasil, fez sua estreia na última rodada, no empate contra o Coritiba, no Engenhão.

Ex-jogador Chelsea-ING, Lille-FRA e Hertha Berlim-ALE, Kalou é o primeiro jogador da Costa do Marfim a jogar no Brasileirão. Entre os africanos, o primeiro a jogar no Campeonato Brasileiro foi o atacante nigeriano Ricky, pelo América-RJ em 1994. Depois dele, quem mais fez sucesso por aqui foi o centroavante Joel, que passou por Coritiba, Santos e Cruzeiro.

Em 1996, o Corinthians anunciou o veterano Frank Williams, de 30 anos, numa tentativa frustrada de trazer um atleta africano para cá. Kalou, aos 35 anos, chega como o mais velho, mas também com um dos melhores currículos entre os que vieram para cá. Relembre os outros:

Outros jogadores africanos que já disputaram o Brasileirão:

Joel (Camarões) - 75 jogos
Atacante que começou nas categorias de base do Iraty-PR, Joel Tagueu jogou depois no Londrina e fez sua estreia em Brasileiros pelo Coritiba em 2014, Depois, atuou pelo Cruzeiro (2015), Santos (2016), Botafogo (2017) e Avaí (2017), antes de voltar ao Cruzeiro, em 2019. Em 75 jogos, marcou 14 gols e é o africano com mais partidas e gols marcados no Brasileirão. Aos 26 anos, joga atualmente no Marítimo-POR.

Geraldo (Angola) - 52 jogos
Revelado pelo Rio Claro-SP, Geraldo fez sua estreia em Brasileiros pelo Coritiba em 2011, onde ficou até 2014. Em 52 jogos na Série A, marcou 3 gols. Em 2015, atuou ainda por outros clubes brasileiros (Red Bull Brasil e Atlético-GO). Joga atualmente no Al-Ahly, do Egito.

William (Camarões) - 28 jogos
Reserva do goleiro Dida no Cruzeiro, entre 1994 e 1996, William disputou três edições do Brasileirão pelo time mineiro. Em 1997, foi para o Bahia, onde foi titular com 19 jogos disputados. Atuou depois dez temporadas no Boavista de Portugal.

Johnson (Angola) - 21 jogos
Atacante, começou a carreira no EC São Bernardo-SP em 1998. Passou depois por Francana, Londrina e União Barbarense até chegar ao Gama, onde fez sua estreia no Brasileiro em 2001. Jogou depois na Potuguesa Santista, Matalyspor-TUR, América-SP, Juventus-SP, Portuguesa e Goiás, por onde jogou o Brasileiro de 2006 e marcou 3 gols. Em 2007, disputou a Série A pelo Santa Cruz.

Ricky (Nigéria) - 16 jogos
Atacante, chegou ao Brasil em 1983 e jogou o Brasileirão no ano seguinte, pelo América do Rio (7 jogos e 1 gol). Passou depois pelo Vitória, Metz-FRA, Benfica-POR, Boavista-POR, até voltar ao clube baiano, em 1994, quando voltou a jogar o Brasileirão (9 jogos e 2 gols).

Nuno Robalo (Moçambique) - 15 jogos
Revelado pelo Pedreira-PA, o meia chegou ao Paysandu em 1995, quando fez 15 jogos e marcou 4 gols no Brasileirão. Ficou no clube paraense até 2000. Jogou ainda no Iraty-PR e Independente, do Amapá, em 2002.

Benjy (Nigéria) - 14 jogos
Atacante, chegou ao Vitória em 1988, quando disputou o Brasileirão (10 jogos e 1 gol). Em 1991, ainda no Vitória, jogou mais 4 partidas na Série A. Entre 1993 e 1995 atuou também pelo América-RJ.

Abubakar (Nigéria) - 4 jogos
Atacante, jogou nas categorias de base do Internacional (2006 e 2007), até chegar ao Vasco em 1998, quando disputou 4 jogos no Brasileirão. Não vingou e depois atuou dois anos no Caxias (2009 e 2010), antes de ir para Malta, onde joga até hoje.

Ty Sandows (África do Sul) - 4 jogos
Atacante, começou nas categorias de base do São Paulo aos 11 anos. Jogou também na base do Grêmio, onde estreou profissionalmente em 2016. No ano seguinte, 2017, disputou 4 jogos pelo Figueirense na Série A. Em 2019, jogou pela Ponte Preta.

Mark Williams (África do Sul) - 3 jogos
Surpreendente contratação do Corinthians em 1996, o atacante chegou ao clube aos 30 anos, após uma passagem pelo Wolverhampton-ING. Fez apenas 3 jogos no Brasileirão, sem deixar saudades.

Mendy (Senegal) - 2 jogos
Atacante, o senegalês chegou ao Grêmio em 1998, aos 22 anos, quando fez dois jogos no Brasileirão, vindo de uma escola formadora de atletas da Flórida-EUA. Foi depois para o Troyes-FRA, onde jogou até 2003, quando se aposentou aos 27 anos.

Aluspha (Serra Leoa) - 1 jogo
Nascido em Serra Leoa, o atacante chegou ao futebol brasileiro em 2004, contratado pelo Flamengo depois de passagens por Royal Antuérpia-BEL, Charleroi-BEL e Hammarby-SUE. Em 2005, fez um jogo no Brasileirão com a camisa do Fortaleza. Rodou depois por times da China e da Suécia.