PUBLICIDADE
Topo

Flamengo amplia domínio com 36º título do Campeonato Carioca

Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

15/07/2020 23h04

Deu a lógica. Favorito e com um elenco superior aos rivais, o Flamengo conquistou o bicampeonato carioca ao ganhar do Fluminense nesta quarta-feira (15) por 1 x 0 no Maracanã. Sob o comando do técnico Jorge Jesus, que chegou ao seu quinto título em sete disputados pelo rubro-negro, o Fla chegou ao seu 36º título estadual e amplia seu domínio no R de Janeiro, agora com cinco conquistas a mais do que o Fluminense.

Na história, o Flamengo passou a ter a hegemonia de títulos cariocas apenas em 2009, quando superou o Flu (31 a 30). Em 1985, há 35 anos, o Fluminense alcançou a maior vantagem de títulos nas últimas décadas, quando tinha 27 títulos contra 21 do Flamengo.

No século XXI, o Flamengo vem sobrando também sobre os rivais. Nos últimos 20 anos, desde 2001, o rubro-negro ganhou dez vezes o Carioca, contra quatro do Fluminense e três de Botafogo e Vasco.

Com 15 vitórias, dois empates e apenas uma derrota (no início do campeonato, quando mandou o time B, com reservas e garotos das categorias de base), o Flamengo teve uma campanha superior a do título de 2019, quando foi treinado por Abel Braga (11 vitórias, 5 empates e 1 derrota). Com Jorge Jesus, que ainda não perdeu no Maracanã em 33 jogos (29 vitórias), o Flamengo não perdeu em 2020 (18 jogos e 16 vitórias).

Gabigol, que foi expulso no jogo de ida, acabou como artilheiro do Campeonato Carioca de 2020 com 8 gols ao lado de João Carlos, do Volta Redonda. Em 2019, ele havia sido vice-artilheiro do campeonato atrás de Bruno Henrique.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que informado anteriormente, o ano de 1985 foi há 35 anos e não há 25. O erro foi corrigido.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.