PUBLICIDADE
Topo

Rafael Oliveira

Título do Napoli é um prêmio para Gattuso

Jogadores do Napoli comemoram título da Copa da Itália após vitória nos pênaltis contra a Juventus - REUTERS/Alberto Lingria
Jogadores do Napoli comemoram título da Copa da Itália após vitória nos pênaltis contra a Juventus Imagem: REUTERS/Alberto Lingria
Rafael Oliveira

Comentarista de futebol com passagens por Esporte Interativo e ESPN. Atualmente no Dazn. Sempre interessado em informações e análises do jogo em qualquer parte do planeta.

17/06/2020 19h25

A reta final da Coppa Italia foi abaixo das expectativas. Pelo menos em relação ao nível técnico, se comparado ao futebol de antes da parada. Até certo ponto, natural diante da falta de ritmo.

O Napoli bateu a Juventus nos pênaltis, mas já havia sido superior no tempo normal. Criou as melhores chances e parou em uma grande atuação de Buffon, o personagem dos 90 minutos.

A estratégia defensiva foi bem executada. A Juve de Sarri teria a bola, mas a posse significou pouco. Com uma postura menos agressiva do que no problemático primeiro tempo da semifinal, o Napoli optou por se fechar e preencher os espaços.

Protegendo a entrada da área em um 4-1-4-1 mais recuado do que de costume, o Napoli esperou e viu o adversário ter dificuldades para criar chances.

Bom trabalho da dupla de zaga e do sistema defensivo como um todo. Por outro lado, decepcionante por parte da Juve, que já havia passado pelo Milan jogando apenas "para o gasto".

A temporada 2019/20 do Napoli é uma história surpreendente. Conflitos internos, troca de treinador mesmo classificado na Champions, aposta em um discutível nome para a sequência, desempenho sofrível na Serie A...

A chegada de Gattuso era uma grande incógnita. E, embora tenha pouco tempo no cargo, o título já é uma recompensa pela notável evolução. Ainda não é uma equipe regular ou no ótimo nível de anos anteriores, mas mostra competitividade em partidas importantes.

Foi assim contra o Barcelona, na ida das oitavas da Champions, e foi assim na final diante da Juventus. Uma grande conquista para o treinador e para o clube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.