PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Posse de Bola


Melhores e piores entre os brasileiros na terça 100% de Libertadores

Guerrero celebra gol marcado pelo Inter contra a Universidad Católica no Beira-Rio - Diego Vara/Reuters
Guerrero celebra gol marcado pelo Inter contra a Universidad Católica no Beira-Rio Imagem: Diego Vara/Reuters
Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi

Dar continuidade, atualizar e incrementar o "Posse de Bola" com informações quentes e análises ao longo da semana -- com a chancela da dupla que criou o Podcast, trabalhou junta desde os primórdios no Notícias Populares, passando pela ESPN, e hoje tem um canal no Youtube.

03/03/2020 23h44

Os brasileiros não poderiam ter estreado melhor nesta terça-feira de Libertadores, Quatro jogos, quatro vitórias. Abaixo, um ranking das atuações de Athletico, Grêmio, Inter e Santos sob alguns aspectos. Concorda?
MELHOR RESULTADO:

1) Santos - Ganhar fora de casa é o melhor dos mundos, mesmo sem jogar bem.

2) Grêmio - Ganhou fora, sem sustos, de adversário técnico, mas pouco competitivo.

3) Inter - Venceu com sobras e abriu vantagem no saldo de gols.

4) Athletico - Cumpriu sua obrigação, mas poderia ter feito saldo de gols.


MELHOR DESEMPENHO:

1) Inter - Triturou o adversário na sua melhor atuação na temporada.

2) Grêmio - Confirmou qualidades e favoritismo. Time técnico e experiente.

3) Athletico - Teve dificuldades para furar a retranca do Peñarol, que só
quis se defender.

4) Santos - Primeiro tempo ruim, segundo tempo um pouco melhor, muito por
causa de Soteldo.


MELHOR JOGADOR:

1) Guerrero (Inter) - Dois gols e assistência para o terceiro. Definiu a parada.
2) Soteldo (Santos) - Fez as jogadas dos dois gols da virada santista.

3) Bisolli (Athletico) - Fez o golaço que furou a retranca do Peñarol na Arena.

4) Matheus Henrique (Grêmio) - Ditou o ritmo, marcou o segundo gol e foi substituído por cansaço.


MELHOR TÉCNICO:

1) Coudet (Inter) - Reinventou o time depois da Pré-Libertadores. Foi ousado e deu seu primeiro recado em solo nacional.

2) Renato (Grêmio) - Escalou bem, soube mexer e até preservar alguns jogadores para o GreNal imenso da próxima quinta.

3) Dorival Junior (Athletico) - Seu time tentou e conseguiu, mas por pouco não sai de casa com um resultado ruim.

4) Jesualdo (Santos) - corrigiu no segundo tempo a escalação ruim que iniciou a partida.

Posse de Bola