Pole Position

Pole Position

Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

Hamilton é o mais veloz e Verstappen é apenas quinto nos treinos na Espanha

Lewis Hamilton fez o melhor tempo em um primeiro dia competitivo de atividades para o GP da Espanha. O piloto da Mercedes foi apenas 22 milésimos de segundo mais rápido que Carlos Sainz, da Ferrari, e só 55 milésimos mais veloz que Lando Norris, da McLaren. A primeira Red Bull só apareceu em quinto lugar: Max Verstappen foi 240 milésimos mais lento que o heptacampeão.

É um resultado surpreendente para um dia de treinos livres no GP da Espanha. Na segunda sessão, todos eles andaram em igualdade, fazendo uma simulação de classificação com o mínimo possível de combustível. A única variável é o nível de potência do motor, mas ninguém a essa altura está tentando parecer muito melhor do que realmente é.

Como todos conhecem muito bem a pista da Espanha, com muitos dados acumulados nos vários anos em que o Circuito da Catalunha serviu para testes de pré-temporada, geralmente o grid fica dividido por equipes, com os companheiros muito próximos e o carro fazendo mais a diferença. Mas não é o que temos visto até aqui neste ano: os carros parecem estar tão igualados que pequenos erros dos pilotos estão custando caro.

Foi o que aconteceu com George Russell, oitavo, e Oscar Piastri, sétimo. Ambos não tiveram voltas limpas e ficaram bem atrás de seus companheiros. Já Max Verstappen teve muitas dificuldades com o carro saindo de frente, especialmente no segundo setor, enquanto Sergio Perez aparentou ter um problema técnico no carro, foi chamado ao box quando fazia sua simulação de classificação e foi o 13º.

Gasly é quarto após anúncio de Briatore

O intruso entre os primeiros foi Pierre Gasly, em quarto com a Alpine. Mas, no caso do francês, que inclusive está com o chassi mais pesado das duas Alpine neste final de semana, é bem possível que mais potência tenha sido liberada no motor. Isso porque o time recebeu muita publicidade negativa nesta sexta-feira após Flavio Briatore ser anunciado como conselheiro executivo da equipe.

Briatore chegou a ser banido da Fórmula 1 devido ao escândalo de manipulação do resultado do GP de Singapura de 2008, mas depois teve essa pena revertida em 2010. E agora volta para o time que liderava na época do escândalo, aconselhando o time em relação a questões estratégicas (não focadas em decisões de pista, e sim voltadas ao negócio) e também na prospecção de jovens talentos e contratação de pilotos, lembrando que Briatore segue aconselhando a carreira de pilotos, incluindo Jack Doohan, atual reserva da Alpine.

Perguntado sobre a reação negativa à contratação por conta do histórico de Briatore, o chefe da Alpine, Bruno Famin, disse "não se importar com o passado" e prefere "só olhar para o futuro e o que podemos fazer para melhorar a equipe. Flavio tem 40 anos de experiência na Fórmula 1, sabe comandar uma equipe vencedora. Ele tem um histórico muito bom, vários títulos mundiais e vai trazer essa experiência, esse espírito de luta para a equipe. Ele conhece muita gente e tenho certeza que nos apoiará no desenvolvimento da equipe de forma mais rápida e melhor."

Continua após a publicidade

Além de Gasly em quarto, a Alpine teve ainda Esteban Ocon em nono.

Mas seria uma surpresa ver os dois franceses tão bem posicionados na hora da verdade na classificação, que será disputada a partir das 10h da manhã deste sábado, pelo horário de Brasília.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Deixe seu comentário

Só para assinantes