PUBLICIDADE
Topo

Pole Position

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

GP da Rússia de F1: datas, horários e tudo sobre 15ª etapa do campeonato

Grid da Fórmula 1 na largada do GP da Rússia 2020 - Mario Renzi - Formula 1/via Getty Images
Grid da Fórmula 1 na largada do GP da Rússia 2020 Imagem: Mario Renzi - Formula 1/via Getty Images
Julianne Cerasoli

Fã de Fórmula 1 desde a infância, Julianne Cerasoli nasceu em Bragança Paulista (SP) e hoje vive em Londres (Inglaterra). Atua como jornalista desde 2004, tendo trabalhado com diversos tipos de mídia ao longo dos anos, sempre como repórter esportiva e com passagem como editora de esportes do jornal Correio Popular, em Campinas (SP). Cobrindo corridas in loco na Fórmula 1 desde 2011, começou pelo site especializado TotalRace e passou a colaborar para o UOL Esporte em 2015, e para sites e revistas internacionais. No rádio, é a repórter de Fórmula 1 da Sistema Bandeirantes de Rádio desde 2017, e também faz participações regulares no canal Boteco F1, o maior dedicado à categoria no YouTube. Em 2019, Julianne criou o projeto No Paddock da F1 com a Ju, na plataforma Catarse, em que busca aproximar os fãs da Fórmula 1 por meio de conteúdo on demand e podcast exclusivo com personagens da categoria. Neste espaço: Única cobertura in loco de toda a temporada da Fórmula 1 na mídia brasileira, com informações de bastidores, entrevistas exclusivas, análises técnicas e uma pitada de viagens.

Colunista do UOL

23/09/2021 04h00

Depois de mais um acidente entre os líderes do campeonato, Max Verstappen e Lewis Hamilton, marcar a última etapa, na Itália, a Fórmula 1 vai para a Rússia para o 15º GP da temporada. Verstappen tem cinco pontos de vantagem em relação a Hamilton, mas foi considerado predominantemente culpado pela batida de Monza e já começa o fim de semana sabendo que largará três posições atrás do que conquistar na classificação. Há, ainda, a possibilidade de que a Red Bull aproveite e troque seu motor, o que faria com que ele largasse no fim do pelotão.

A Mercedes de Hamilton defende uma estatística invejável em Sochi: desde que o circuito, que fica dentro do Parque Olímpico construído para os Jogos de Inverno, entrou no calendário da F1, em 2014, o time venceu todas as provas disputadas por lá. Por conta disso, é apontada inclusive pela Red Bull como favorita para a corrida.

Como acompanhar o GP da Rússia:

Sexta-feira, 24 de setembro
Treino livre 1, das 5h30 às 6h30: BandSports
Treino livre 2, das 9h às 10h: BandSports

Sábado, 25 de setembro
Treino livre 3, das 6h às 7h: BandSports
Classificação, das 9h às 10h: Band/BandSports

Domingo, 26 de setembro
Corrida, a partir das 9h: Band e BandNewsFM (transmissão começa às 8h30)

Circuito de Sochi

Distância: 5.848m
Recorde da pista (geral): 1min31s304 (Lewis Hamilton, Mercedes, 2020)
Recorde da pista (em corrida): 1min35s761 (Lewis Hamilton, Mercedes, 2019)
Número de voltas: 53
DRS - 2 zonas
1ª zona: 95m antes da curva 1
2ª zona: 70m após curva 10
Pneus disponíveis: C3 (duros), C4 (médios) e C5 (macios)

Resultado em 2020

Pole position: Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - 1min31s304

Pódio:
1º Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) 1h34min00s364
2º Max Verstappen (HOL/Red Bull-Honda) +7s729
3º Lewis Hamilton (ING/Mercedes) + 22s729

Características da pista de Sochi

2020 - Kirill Kudryavtsev/AFP - Kirill Kudryavtsev/AFP
Valtteri Bottas venceu o GP da Rússia do ano passado, Verstappen foi segundo
Imagem: Kirill Kudryavtsev/AFP

A curva mais técnica do circuito é a terceira: longa, de 180 graus para a esquerda, que permite a tomada de várias linhas diferentes. Os pilotos levam quase 10s para completá-la. Ela vem depois do principal ponto de ultrapassagem da pista, na freada da curva 2. A primeira curva é feita com o pé embaixo.

O DRS é um dos mais efetivos de todo o calendário devido às longas retas. Usando-o nas duas zonas de ativação, a vantagem chega a ser de 0s6 por volta. E o vácuo também faz muita diferença, então principalmente na largada devemos ver muitos pilotos tentando ficar colados em quem vem na frente para tentar a ultrapassagem na freada da segunda curva. Isso faz com que, geralmente, a terceira posição no grid coloque o piloto em uma posição melhor na freada que a segunda.

Desde que o GP da Rússia entrou no calendário com a pista de Sochi, em 2014, apenas no ano inaugural e em 2018 o Safety Car não precisou ser acionado na primeira volta. 40% dos abandonos contando todas as edições vieram por problemas na volta inicial.

O GP da Rússia é um dos que mais demandam atenção ao nível de combustível, já que o consumo é alto. As equipes geralmente largam com menos combustível do que o que seria necessário para terminar a prova para andarem mais leves e ganharem tempo com isso, mas o limite em uma pista como Sochi é menor. Da última vez que a F1 foi para uma pista em que o consumo é alto, na Hungria, Sebastian Vettel acabou sendo desclassificado por não ter combustível suficiente para amostras no tanque.

Curiosidades sobre o GP da Rússia

Apesar de o circuito ter o nome de Sochi Autodrom, ele fica localizado em uma cidade vizinha, Adler, que tem menos de 80 mil habitantes. Quase cinco vezes maior e famosa por ser um destino turístico de verão, à beira do Mar Negro, e de inverno, devido às estações de esqui nas montanhas, Sochi fica a 30km de distância.

Esta será a penúltima edição do GP da Rússia em Sochi, uma vez que há um projeto de reforma do Parque Olímpico que diminuirá a pista para menos de 4km, tornando-a curta demais para a F1. Já foi anunciado que a corrida será transferida para um autódromo nos arredores de outra cidade turística russa, São Petersburgo, em 2023.

Apenas dois pilotos do grid marcaram pontos em todas as edições do GP da Rússia: Lewis Hamilton e Sergio Perez, que inclusive chegou ao pódio com a Force India em 2015 e foi quarto ano passado com a Racing Point. Essa é uma boa notícia para a Red Bull, que não espera ter um rendimento tão bom quanto o da Mercedes em Sochi, mas tem a esperança de que Perez ande bem na 15ª etapa do campeonato.