PUBLICIDADE
Topo

Pole Position

Substituto de Hamilton, Russell sai do fundo do grid para liderar 1º treino

George Russell fazendo sua estreia pela Mercedes, no lugar de Hamilton - Mercedes/Divulgação
George Russell fazendo sua estreia pela Mercedes, no lugar de Hamilton Imagem: Mercedes/Divulgação
Julianne Cerasoli

Fã de Fórmula 1 desde a infância, Julianne Cerasoli nasceu em Bragança Paulista (SP) e hoje vive em Londres (Inglaterra). Atua como jornalista desde 2004, tendo trabalhado com diversos tipos de mídia ao longo dos anos, sempre como repórter esportiva e com passagem como editora de esportes do jornal Correio Popular, em Campinas (SP). Cobrindo corridas in loco na Fórmula 1 desde 2011, começou pelo site especializado TotalRace e passou a colaborar para o UOL Esporte em 2015, e para sites e revistas internacionais. No rádio, é a repórter de Fórmula 1 da Sistema Bandeirantes de Rádio desde 2017, e também faz participações regulares no canal Boteco F1, o maior dedicado à categoria no YouTube. Em 2019, Julianne criou o projeto No Paddock da F1 com a Ju, na plataforma Catarse, em que busca aproximar os fãs da Fórmula 1 por meio de conteúdo on demand e podcast exclusivo com personagens da categoria. Neste espaço: Única cobertura in loco de toda a temporada da Fórmula 1 na mídia brasileira, com informações de bastidores, entrevistas exclusivas, análises técnicas e uma pitada de viagens.

Colunista do UOL

04/12/2020 11h59

Substituindo Lewis Hamilton, que está com Covid-19, George Russell liderou a primeira sessão de treinos livres para o GP de Sakhir. O inglês de 22 anos, que passou a maior parte do ano nas últimas posições do grid com a Williams, foi o mais veloz com o tempo de 54s546, na primeira vez que a F1 correu no anel externo da pista do Bahrein. As duas Red Bull vieram logo em seguida: Max Verstappen foi o segundo, a 176 milésimos de Russell, e Alex Albon foi o terceiro.

Com a outra Mercedes, Valtteri Bottas pegou trânsito quanto estava usando os pneus macios, os mais rápidos do fim de semana, e foi só o quarto colocado. Ele ficou a 0s322 de Russell, na primeira vez que o britânico, que é considerado um dos grandes talentos da nova geração, pilotou uma Mercedes. O finlandês reclamou do fato de, repetidamente, fritar o pneu dianteiro na primeira curva. É possível que a configuração mais alta do carro devido ao asfalto ondulado interfira no comportamento nas freadas.

A sessão marcou ainda a volta do Brasil ao grid depois de três anos, uma vez que Pietro Fittipaldi está substituindo Romain Grosjean, que se recupera de acidente sofrido no último domingo. O piloto de 24 anos focou primeiro em acostumar-se com um carro que não pilotava há um ano e reconheceu, via rádio, para a equipe que "é muita coisa para lembrar", referindo-se a todos os procedimentos da complexa unidade de potência da F1. Ao que o engenheiro respondeu. "É só perguntar, estamos aqui com você."

O brasileiro acabou tendo apenas uma volta com o pneu macio, o mais rápido disponível, uma vez que o fritou em seu segundo giro rápido. O carro da Haas passou a maior parte do tempo nos boxes e os freios foram trocados após a fritada. Ele terminou em 19º, à frente de outro estreante, Jack Aitken, que substitui Russell na Williams.

Outro que falou bastante no rádio foi Russell. Quem esperava ouvir rádios do piloto deslumbrado com a diferença do carro da Mercedes em relação ao da Williams, o pior do grid, com o qual corre há dois anos, se decepcionou. Ele começou perguntando se estava usando o DAS corretamente (apenas ele correu nesta sexta-feira com o sistema do time que ajuda no cuidado dos pneus ao mudar o ângulo de ataque das rodas dianteiras), e logo já começou a pedir mudanças para melhorar o equilíbrio do carro. Ele entrou no ritmo de Bottas desde sua segunda ida à pista e mostrou uma adaptação muito rápida, ainda que tenha reclamado de seu assento. "Estou com dificuldades com meu ombro", disse o piloto, que é 11cm mais alto que Hamilton.

Voltas bem abaixo de 1min

Logo nos primeiros minutos do primeiro treino livre, o recorde de tempo de volta mais curto da história da F1 já tinha sido batido: a marca era de Niki Lauda, que fez a pole position do GP da França de 1974, em um circuito de 3.289m, ou seja, um pouco mais curto que os 3.543m do anel externo do Bahrein. O tempo do austríaco foi de 58s79. Para chegar à volta com a maior velocidade média e, portanto, a mais rápida, da história, seria necessário que o tempo entrasse na casa dos 48s.

No início, os pilotos tiveram que reprogramar seus cérebros, já que o circuito usa o primeiro e o último setores da pista usada na semana passada, e outra parte diferente. "Então eu viro para a esquerda aqui?", perguntou Carlos Sainz via rádio para o engenheiro na primeira vez que foi à pista. "Isso, vira aí nessa parte ondulada." De fato, era visível, que, embora o tipo de asfalto seja parecido com o do restante do circuito, o trecho "novo" é bem mais ondulado, mas isso não deve gerar tanta dificuldade para os times.

A grande dificuldade promete ser o trânsito. Com todos os carros juntos na pista, distribuídos igualmente, sobra menos cerca de 175m entre um carro e outro. No primeiro treino livre, vários pilotos tiveram que abortar suas voltas rápidas ao encontrarem um piloto lento à frente.

A segunda sessão de treinos livres para o GP de Sakhir, que é a penúltima etapa do campeonato, começa às 14h30.

Confira a classificação 1º do treino livre do GP de Sakhir
1º George Russell (ING/Mercedes) - 54s546
2º Max Verstappen (HOL/Red Bull) - +0s176
3º Alex Albon - (TAI/Red Bull) - +0s266
4º Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) - +0s322
Daniil Kvyat (RUS/AlphaTauri) - +0s465
6º Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) - +0s602
Esteban Ocon (FRA/Renault) - +0s727
8º Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) - +0s735
9º Daniel Ricciardo (AUS/Renault) - +0s833
10º Charles Leclerc (MON/Ferrari) - +0s903
11º Lance Stroll - (CAN/Racing Point) - +1s012
12º Sergio Perez (MEX/Racing Point) - +1s170
13º Carlos Sainz (ESP/McLaren) - +1s211
14º Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) - +1s312
15º Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo) - +1s532
16º Lando Norris (ING/McLaren) - +1s584
17º Kevin Magnussen (DIN/Haas) - +1s584
18º Nicholas Latifi (CAN/Williams) - +2s218
19º Pietro Fittipaldi (BRA/Haas) - +2s531
20º Jack Aitken (ING/Williams) - +2s641

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.