PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Pole Position


Pole Position

Estreia brigada no pódio chega na hora certa para pressionado Alex Albon

Alex Albon celebra o terceiro lugar no GP da Toscana - Mark Thompson/Getty Images
Alex Albon celebra o terceiro lugar no GP da Toscana Imagem: Mark Thompson/Getty Images
Julianne Cerasoli

Fã de Fórmula 1 desde a infância, Julianne Cerasoli nasceu em Bragança Paulista (SP) e hoje vive em Londres (Inglaterra). Atua como jornalista desde 2004, tendo trabalhado com diversos tipos de mídia ao longo dos anos, sempre como repórter esportiva e com passagem como editora de esportes do jornal Correio Popular, em Campinas (SP). Cobrindo corridas in loco na Fórmula 1 desde 2011, começou pelo site especializado TotalRace e passou a colaborar para o UOL Esporte em 2015, e para sites e revistas internacionais. No rádio, é a repórter de Fórmula 1 da Sistema Bandeirantes de Rádio desde 2017, e também faz participações regulares no canal Boteco F1, o maior dedicado à categoria no YouTube. Em 2019, Julianne criou o projeto No Paddock da F1 com a Ju, na plataforma Catarse, em que busca aproximar os fãs da Fórmula 1 por meio de conteúdo on demand e podcast exclusivo com personagens da categoria. Neste espaço: Única cobertura in loco de toda a temporada da Fórmula 1 na mídia brasileira, com informações de bastidores, entrevistas exclusivas, análises técnicas e uma pitada de viagens.

Colunista do UOL

14/09/2020 04h00

O primeiro pódio da carreira na Fórmula 1 não poderia ter vindo em melhor hora para Alex Albon. Pressionado por resultados na Red Bull, especialmente depois que Pierre Gasly, ex-dono de sua vaga na equipe, venceu uma corrida com a mediana AlphaTauri, na Itália, ele vinha evoluindo aos poucos, mas ainda não tinha conseguido fazer um final de semana sem erros.

Para completar, surgiu na Itália o rumor de que a Red Bull sondou a situação de Sergio Perez depois que a saída do alemão da Racing Point ano que vem foi confirmada. Na conversa, o chefe da equipe, Christian Horner, teria dito que daria a Albon mais algumas corridas para ele se provar antes de iniciar, de fato, negociações com o mexicano.

O rendimento melhor da Red Bull em Mugello em comparação com o meio do pelotão ajudou Albon a largar na segunda fila e, mesmo em uma corrida complicada, em que oito carros abandonaram, sendo sete por acidentes, ele conseguiu se manter longe das confusões para chegar em terceiro, em prova vencida por Lewis Hamilton.

"Estou muito contente por ele porque ele recebeu muitas críticas, mas deu a volta por cima, e honestamente ele esteve cada vez mais forte nestes dois finais de semana", elogiou Horner.

Albon fechou a primeira volta em quarto, mas caiu para sétimo após a primeira relargada. Depois, passou Perez e Leclerc e perseguia Stroll de perto quando o canadense bateu. E, no final da prova, passou Daniel Ricciardo por fora, em manobra que agradou o chefe.

"Ele teve que realmente lutar pelo pódio, fez do jeito mais difícil, porque as largadas foram bem ruins, mas ele é o 'Sr. Passão por Fora'. Foi realmente impressionante e é algo que vemos ele fazer sempre: o posicionamento do carro é muito bom. É difícil passar Daniel e ele fez a manobra por fora dar certo. O crédito é dele."

Albon se mostrou satisfeito pela maneira como se recuperou. "Quando você perde posições na largada, sempre sente que vai ter mais trabalho, mas não duvida que vai conseguir se recuperar. No começo da corrida, acho que passei dois carros, mas usando muito do meu pneu. Com os pneus médios, estávamos fortes, então eu sabia que tinha um bom ritmo. Foi mais uma questão de paciência, de não estragar os pneus logo de cara para poder usá-los no final para ultrapassar."

Além de toda a pressão para mostrar serviço, Albon também tinha na cabeça os dois toques com Lewis Hamilton enquanto estava em posição de pódio em corridas anteriores: no GP do Brasil do ano passado, e no GP da Áustria, primeira corrida deste ano.

"Claro que eu estava meio preocupado, mas deixei espaço suficiente. Quando você ultrapassa por fora, você espera que dê certo, e tem uns flashbacks das vezes em que estava lutando por pódios, mas conseguimos sair ilesos."

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Pole Position