PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Pole Position


Brawn: F1 pode ter classificação ainda no sábado ou até usar treinos livres

Chuva fez a Fórmula 1 cancelar o terceiro treino livre na Áustria - Divulgação/F1
Chuva fez a Fórmula 1 cancelar o terceiro treino livre na Áustria Imagem: Divulgação/F1
Julianne Cerasoli

Fã de Fórmula 1 desde a infância, Julianne Cerasoli nasceu em Bragança Paulista (SP) e hoje vive em Londres (Inglaterra). Atua como jornalista desde 2004, tendo trabalhado com diversos tipos de mídia ao longo dos anos, sempre como repórter esportiva e com passagem como editora de esportes do jornal Correio Popular, em Campinas (SP). Cobrindo corridas in loco na Fórmula 1 desde 2011, começou pelo site especializado TotalRace e passou a colaborar para o UOL Esporte em 2015, e para sites e revistas internacionais. No rádio, é a repórter de Fórmula 1 da Sistema Bandeirantes de Rádio desde 2017, e também faz participações regulares no canal Boteco F1, o maior dedicado à categoria no YouTube. Em 2019, Julianne criou o projeto No Paddock da F1 com a Ju, na plataforma Catarse, em que busca aproximar os fãs da Fórmula 1 por meio de conteúdo on demand e podcast exclusivo com personagens da categoria. Neste espaço: Única cobertura in loco de toda a temporada da Fórmula 1 na mídia brasileira, com informações de bastidores, entrevistas exclusivas, análises técnicas e uma pitada de viagens.

Colunista do UOL

11/07/2020 08h33

A Fórmula 1 vive em compasso de espera devido à chuva que atinge a pista de Red Bull Ring, palco do GP da Estíria neste final de semana, por todo o sábado. A primeira atividade de pista do dia, a corrida Fórmula 3, chegou a começar, mas foi interrompida após 12 voltas. E a terceira sessão de treinos livres, programada para logo depois, foi cancelada.

A classificação está marcada para as 10h da manhã, pelo horário de Brasília, mas a chuva deve continuar. Com isso, o diretor técnico da categoria, Ross Brawn, indicou que a três possibilidades estão sendo estudadas: atrasar a classificação, mas realizá-la ainda no sábado, transferi-la para o domingo de manhã pelo horário austríaco ou usar os tempos da segunda sessão de treinos livres.

"Este circuito é sempre desafiador em termos de clima. Já tivemos esse tipo de condição aqui. É uma grande tempestade que chegou aqui neste sábado, e que está se movendo de forma imprevisível. Há uma chance de que possamos ir à pista hoje, mais para o final do dia, mas amanhã a previsão é de tempo bom."

A segunda opção seria fazer a classificação às 10h locais (5h da manhã pelo horário de Brasília), o que atrapalharia a programação da Fórmula 2 e da Porsche Cup, mas Brawn afirmou que estas corridas seriam canceladas. "Acho que conseguiríamos encaixar tudo, então haveria uma classificação amanhã."

A decisão final, contudo, cabe ao diretor de provas, Michael Masi, que já tinha avisado as equipes na sexta-feira que o segundo treino livre poderia definir a classificação. O treino foi liderado por Max Verstappen, da Red Bull, com Valtteri Bottas, da Mercedes, em segundo, e Sergio Perez, da Racing Point, em terceiro. Mas Brawn afirmou ainda esperar "que não precisemos usar a classificação do treino livre."

Por que é tão complicado para F1 andar na chuva?

São vários motivos que fazem com que a Fórmula 1, especialmente na última década, sofra mais do que em anos anteriores para andar na chuva. Como a bandeira vermelha na F3 também indica, os pneus usados nas três categorias (F1, F2 e F3) deixam a desejar e são o fator principal. Apesar de a Pirelli ter melhorado seu produto, que é fornecido desde 2011 para a F1, a aderência ainda não é a mesma do que a Bridgestone conseguia entregar anteriormente. Foi com os pneus japoneses, por exemplo, que Felipe Massa e Robert Kubica fizeram um grande duelo sob muita chuva no GP do Japão de 2007. Naquela época, os testes de pista eram ilimitados na F1, o que favorecia o desenvolvimento de pneus melhores.

Outro fator é o regime de parque fechado, que não permite muitas mudanças entre a classificação e a corrida. Então os carros teriam que ir para a classificação com uma configuração mais próxima ao solo, aumentando a possibilidade de aquaplanagem mesmo com pouca água na pista. E os carros, naturalmente, já são bem mais baixos, por motivos aerodinâmicos, que no passado.

A própria pista da Áustria entra como um terceiro fator, já que tem muitas elevações, o que causa a formação dos chamados "rios" no traçado.

A última vez que a F1 teve a classificação no domingo foi devido à passagem de um tufão no Japão, em outubro do ano passado.

Pole Position