PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Pole Position


Vettel diz que aceitaria convite da Red Bull. Mas time nega interesse

Sebastian Vettel durante testes no circuito de Barcelona -
Sebastian Vettel durante testes no circuito de Barcelona
Julianne Cerasoli

Fã de Fórmula 1 desde a infância, Julianne Cerasoli nasceu em Bragança Paulista (SP) e hoje vive em Londres (Inglaterra). Atua como jornalista desde 2004, tendo trabalhado com diversos tipos de mídia ao longo dos anos, sempre como repórter esportiva e com passagem como editora de esportes do jornal Correio Popular, em Campinas (SP). Cobrindo corridas in loco na Fórmula 1 desde 2011, começou pelo site especializado TotalRace e passou a colaborar para o UOL Esporte em 2015, e para sites e revistas internacionais. No rádio, é a repórter de Fórmula 1 da Sistema Bandeirantes de Rádio desde 2017, e também faz participações regulares no canal Boteco F1, o maior dedicado à categoria no YouTube. Em 2019, Julianne criou o projeto No Paddock da F1 com a Ju, na plataforma Catarse, em que busca aproximar os fãs da Fórmula 1 por meio de conteúdo on demand e podcast exclusivo com personagens da categoria. Neste espaço: Única cobertura in loco de toda a temporada da Fórmula 1 na mídia brasileira, com informações de bastidores, entrevistas exclusivas, análises técnicas e uma pitada de viagens.

Colunista do UOL

09/07/2020 12h35

Sem um cockpit na temporada 2021, o tetracampeão Sebastian Vettel admitiu a possibilidade de ficar de fora do campeonato do ano que vem ou mesmo de se aposentar, aos 33 anos. Mas afirmou também que, se um time vencedor como a Red Bull lhe fizesse um convite, aceitaria. O alemão disse ainda que a contratação de Fernando Alonso pela Renault não muda em nada sua situação.

"Não tomei uma decisão. Não estou me sentindo pressionado. Obviamente, vi que o Fernando está voltando e acredito que isso seja bom para a F1. Veremos como ele voltará. Independentemente disso, estou tirando um tempo para tomar a minha decisão e tudo é uma opção no momento: continuar, ter uma pausa ou aposentar. Não decidi. Depende das possibilidades que existirem. Sou um cara competitivo e conquistei muito no esporte. Tenho interesse em atingir mais ainda, não me interessa só fazer parte [do grid]."

Mas o tetracampeão indicou que, caso recebesse um convite de sua ex-equipe, Red Bull, aceitaria.

"Acredito que, se você quiser ganhar, tem de aceitar ser companheiro de quem seja. Conheço a equipe muito bem e é claro que tenho contato com muita gente lá. A Red Bull tem um carro vencedor, sei o quão fortes eles são. Sei que parte da equipe mudou desde quando estava lá, então não é justo dizer que conheço totalmente a equipe, mas sei por que eles eram fortes e eles ainda são fortes. É um carro em que você pode vencer corridas, então claro que tenho interesse."

Houve especulações a respeito da possibilidade disso acontecer, especialmente depois que Max Verstappen disse na segunda-feira que apoiaria uma transferência de Vettel para sua equipe. Nesta quinta-feira, porém, ele explicou o contexto de sua afirmação.

"Isso foi me perguntado num programa de TV na segunda e ele estava sentado do meu lado, então quis ser educado. Acho que a equipe está feliz com nós dois", respondeu Verstappen, desta vez sentado ao lado de seu companheiro atual, Alex Albon. "O Alex é um cara legal de se trabalhar, o que é bom para todos na equipe, e nós damos um bom retorno para a equipe. Além disso, ele é rápido. Então não vejo motivo para mudar. E acredito que Christian e Marko também não é algo que cabe a mim decidir."

O consultor da Red Bull, Helmut Marko, inclusive, disse à publicação alemã Auto Motor und Sport que a informação de que o time estaria negociando com Vettel é falsa. "Não há lugar para Sebastian em nossa equipe. Se eu fosse ele, ficaria um ano fora para ver como as coisas caminham".

Vettel respondeu ainda sobre ter mantido ou não conversas com a Renault antes de o time francês optar por Alonso. "Estou no paddock faz tanto tempo que conheço muita gente. Conversei com eles, mas não foram conversas de verdade. Como disse antes, [a definição da Renault] não muda muita coisa para mim."

Vettel voltará ao Red Bull Ring neste final de semana para a disputa da segunda corrida da temporada, o GP da Estíria.

Pole Position