PUBLICIDADE
Topo

Pole Position

Prestigiado na Ferrari, Enzo Fittipaldi vai correr junto com a F-1 em 2020

Enzo Fittipaldi vai disputar a F-3 Internacional em 2020 - Ferrari/Divulgação
Enzo Fittipaldi vai disputar a F-3 Internacional em 2020 Imagem: Ferrari/Divulgação
Julianne Cerasoli

Fã de Fórmula 1 desde a infância, Julianne Cerasoli nasceu em Bragança Paulista (SP) e hoje vive em Londres (Inglaterra). Atua como jornalista desde 2004, tendo trabalhado com diversos tipos de mídia ao longo dos anos, sempre como repórter esportiva e com passagem como editora de esportes do jornal Correio Popular, em Campinas (SP). Cobrindo corridas in loco na Fórmula 1 desde 2011, começou pelo site especializado TotalRace e passou a colaborar para o UOL Esporte em 2015, e para sites e revistas internacionais. No rádio, é a repórter de Fórmula 1 da Sistema Bandeirantes de Rádio desde 2017, e também faz participações regulares no canal Boteco F1, o maior dedicado à categoria no YouTube. Em 2019, Julianne criou o projeto No Paddock da F1 com a Ju, na plataforma Catarse, em que busca aproximar os fãs da Fórmula 1 por meio de conteúdo on demand e podcast exclusivo com personagens da categoria. Neste espaço: Única cobertura in loco de toda a temporada da Fórmula 1 na mídia brasileira, com informações de bastidores, entrevistas exclusivas, análises técnicas e uma pitada de viagens.

14/01/2020 17h31

A lista dos pilotos brasileiros que estão mais próximos da Fórmula 1 costuma contar com os nomes que têm alguma associação com a categoria, como Sergio Sette Camara, que segue como piloto de desenvolvimento da McLaren em 2020, e Pietro Fittipaldi, que deve ser confirmado como piloto de testes da Haas. Mas outro brasileiro vem ganhando prestígio na Academia de Jovens Pilotos da Ferrari: o irmão de Pietro, Enzo Fittipaldi.

Os resultados falam por si: em dois anos no time de Maranello, Enzo foi campeão da F-4 italiana e terceiro na F-4 alemã, disputando ambos os campeonatos simultaneamente. Ano passado, deu o salto para a F-3 regional, foi vice e, em 2020, correrá na FIA F-3. Isso significa, além de um carro mais forte, que Enzo, que tem 18 anos, agora vai correr em uma das prévias da Fórmula 1.

A Academia da Ferrari vem colhendo seus primeiros frutos: Charles Leclerc é a primeira "cria" a ganhar corridas, e o programa também teve o Robert Shwartzman como campeão da F-3 ano passado, numa disputa com o também piloto Ferrari, Marcus Armstrong. Em 2020, ambos seguem entre os sete pilotos que fazem parte da academia, subindo para a F-2. Naquele que é o último degrau antes da F-1, a Ferrari terá cinco pilotos (Shwartzman, Armstrong, Mick Schumacher, Giuliano Alesi e Callum Ilott). Enzo é o único na F-3 e outro brasileiro, Gianluca Petecof, subirá da F-4 para a F-3 Regional em 2020.

"Foram dois anos muito positivos", disse Enzo em entrevista exclusiva ao UOL Esporte. "Na Fórmula 4, eu ganhei o campeonato na Itália e cheguei em terceiro no alemão. E então dei o passo para a Fórmula 3 Regional e fui vice-campeão, com vários pódios [foram 11 em 24 largadas] e duas vitórias. O campeonato foi bem competitivo e a prova disso foi que o Dan Ticktum e o Jake Hughes [pilotos de expressão da FIA F3; Hughes, inclusive, será companheiro de Enzo na HWA em 2020] foram andar com a gente em algumas etapas e tiveram trabalho. Eu pude aprender muito porque era um carro muito mais pesado que o da F4 e, fisicamente, muito mais difícil de pilotar por conta disso."

Ainda que os dois carros sejam classificados como de Fórmula 3, a diferença entre o campeonato regional e o internacional é grande: de 280 a 420 cavalos de potência, algo que Enzo já pôde experimentar quando disputou o tradicional GP de Macau, que reúne os melhores pilotos da base do automobilismo em um circuito de rua de altíssima velocidade.

Na primeira vez em que andou em uma pista de rua, Enzo largou em 30º e chegou em 14º na corrida de classificação, e terminou a competição, disputada em novembro, em 16º.

"Esse campeonato da Fórmula 3 é bem competitivo, então para mim acho que vai ser muito bom porque vou conseguir amadurecer bastante como piloto e como pessoa. Quero aprender a cada volta que eu der. Estou bem contente com essa oportunidade."

Neto de Emerson Fittipaldi, irmão de Pietro, sobrinho do ex-piloto de Fórmula Indy Max Papis e vivendo em Maranello desde que entrou no programa da Ferrari, em 2017, Enzo não poderia respirar mais automobilismo. "Minha vida em Maranello anda muito ocupada! Sempre treinando muito, todos os dias. Simulador, academia, treinos mentais. Mas amo muito fazer isso, é minha paixão, então não encaro como um trabalho. Estou sempre me divertindo e me dá muita motivação."

O campeonato da Fórmula 3 tem nove etapas, todas elas realizadas juntamente da Fórmula 1. A primeira será no Bahrein, no final de março.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.