PUBLICIDADE
Topo

Paulo Anshowinhas

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Chuva derruba finais do skate no STU e campeões são definidos nas semis

Luigi Cini, campeão do STU em Porto Alegre - Pablo Vaz/ Divulgação STU
Luigi Cini, campeão do STU em Porto Alegre Imagem: Pablo Vaz/ Divulgação STU
só para assinantes
Paulo Anshowinhas

Paulo Anshowinhas é skatista pioneiro, jornalista, radialista e comunicador. Foi juiz do Mundial de skate da Alemanha, chefe da delegação no Mundial do Canadá, comentarista do X Games e fundador da revista Yeah! Skate is my life.

Colunista do UOL

29/05/2022 18h57

A chuva foi o maior obstáculo para os skatistas e para o STU National, principal circuito brasileiro de skate, que rolou na pista do Guaíba, em Porto Alegre, neste final de semana e que por causa de uma garoa insistente, teve suas finais deste domingo canceladas, e os resultados das semifinais considerados como pontuação para premiação.

Nem mesmo a entrada de uma intensa frente fria - que inclusive provocou as chuvas, impediu ou afastou a grande presença de público, que lotou os arredores da pista, considerada uma das maiores da América Latina.

Ao contrário da primeira etapa, realizada em Criciúma (SC), no final de janeiro que contou com Rayssa Leal e grande elenco de skatistas, a etapa gaúcha ficou desfalcada no street com a ausência dos "internacionais" Kelvin Hoefler, Felipe Gustavo, Lucas Rabelo, Pamela Rosa e Letícia Bufoni que optaram por não participar desta etapa.

Assim se abriu um espaço para o surgimento de novos ídolos, como é o caso da paulista Raícca Ventura, de apenas 15 anos, nova revelação do skate nacional que surpreendeu e venceu a primeira etapa do torneio em Santa Catarina, e vem desbancando os principais nomes do skate feminino nacional.

Raicca Ventura - Julio Detefon/ Divulgação STU - Julio Detefon/ Divulgação STU
A skatista paulista Raicca Ventura, uma das revelações do skate nacional
Imagem: Julio Detefon/ Divulgação STU

Com seu chamativo capacete verde-fluor, e um grande sorriso no rosto, Raícca mostrou sua incrível evolução e venceu com facilidade suas oponentes olímpicas Yndyara Asp (segunda colocada) e Dora Varella (quarto colocada), e deixou Sofia Godoy, local de Campo Bom (RS) - que levou uma entusiasmada plateia para arena, para terceiro lugar.

Treinada pelo skatista Cristiano Matheus (que foi técnico da seleção olímpica chilena), e que se vestiu com a mesma roupa que Raícca - inclusive pintou o cabelo igual o dela, a jovem revelação mostrou uma linha de manobras muito superior em relação as concorrentes, e de acordo com seu técnico deve passar em breve uma temporada no exterior.

Ainda no Park, os "skatistas olímpicos" também não chegaram ao pódio, com a contusão de Luizinho (que ficou com a oitava posição), e o quinto lugar de Pedro Quintas.

Dessa forma outros skatistas da nova geração, mostraram seu talento e tiveram uma grande disputa na final, ficando Luigi Cini no primeiro posto, Pedro Carvalho em segundo e o medalhista dourado do X-Games e recordista do Guiness Book, Gui Khury com a terceira colocação.

No street, a ausência dos ídolos, mostrou as novas caras do skate nacional, e que despontaram no cenário como o paulistano Gabryel Aguilar, que passou uma temporada na Califórnia e retornou ao Brasil recentemente - e ficou em segundo lugar nas eliminatórias, o olímpico Giovanni Vianna - vencedor da prova, e João Lucas Alves que ficou em terceiro lugar.

Gabryel Aguilar - Julio Detefon/ Dilvulgação STU - Julio Detefon/ Dilvulgação STU
O skatista paulistano Gabryel Aguilar segundo colocado no STU National em street
Imagem: Julio Detefon/ Dilvulgação STU

No feminino, Gabi Mazetto se mostrou em sua melhor forma, e levou fácil a primeira colocação, deixando para o segundo lugar Carla Karolina e em terceiro Kemily Suiara.

A única modalidade que conseguiu competir neste domingo foi o Paraskate, a qual foi vencida por Vinicius Sardi, seguido por Felipe Nunes (que também ficou em sexto no street masculino) e o terceiro lugar com Ítalo Fernandes.

O ponto alto do evento acabou sendo as competições de best trick de park, realizadas no sábado, mas principalmente no street que contou com um obstáculo curvo que foi assistido por uma imensa arquibancada lotada e animada com grandes manobras e muito tombos.

A próxima parada do skate será no próximo domingo em Los Angeles, com a etapa classificatória da Street League, principal evento da modalidade.