PUBLICIDADE
Topo

Paulo Anshowinhas

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Brasil vai sediar os Mundiais de skate em park e street, em outubro no Rio

Virgínia Fortes, skatista de Street da seleção brasileira - Julio Detefon/Divulgação CBSK
Virgínia Fortes, skatista de Street da seleção brasileira Imagem: Julio Detefon/Divulgação CBSK
Conteúdo exclusivo para assinantes
Paulo Anshowinhas

Paulo Anshowinhas é skatista pioneiro, jornalista, radialista e comunicador. Foi juiz do Mundial de skate da Alemanha, chefe da delegação no Mundial do Canadá, comentarista do X Games e fundador da revista Yeah! Skate is my life.

Colunista do UOL

02/05/2022 18h20

O Brasil será a capital mundial do skate em 2022 a partir de outubro, com a confirmação da realização dos campeonatos mundiais de park e street entre 2 a 16 de outubro, na Praça Duó, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

O anúncio oficial partiu hoje (02/05) de uma nota conjunta divulgada pela World Skate, entidade máxima no esporte mundial, Confederação Brasileira de Skate (CBSK) e a Plataforma Skate Total Urbe (STU).

De acordo com a nota, entre os dias 2 e 9 de outubro está confirmado o Rio World Skate Park World Championships 2022, e na sequência de 9 a 16 de outubro vem o Rio World Skate Street World Championships 2022.

Estes dois eventos que são considerados os mais importantes da temporada, são cruciais na corrida olímpica para os Jogos de Paris 2024.

Com essa confirmação e ainda a realização da etapa final da Street League do SLS Super Crown World Championship, dias 5 e 6 de novembro, na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico do Rio, a cidade vai se transformar no principal destino do skate mundial este ano.

"Com dois Campeonatos Mundiais - para o Street e para o Park - a World Skate está feliz de ter no Rio de Janeiro a verdadeira casa dos melhores skatistas do mundo. Nós estamos muito orgulhosos de premiar com dois eventos tão importantes o Rio e, claro, o Brasil, um dos mais relevantes países na comunidade do skate. No Rio, os skatistas vão competir pelo título oficial de campeão mundial e ao mesmo tempo somar pontos importantes pensando nos Jogos Olímpicos de 2024, em Paris, seguindo o sistema classificatório recentemente aprovado pelo COI", afirma Sabatino Aracu, presidente da World Skate.

"Mais uma vez, o Brasil se tornará a casa do skate mundial, assim como já aconteceu em 2019. É uma dupla conquista para o skate brasileiro. Tanto institucional, pelo fortalecimento da CBSk, quanto para os próprios skatistas, que poderão competir com o apoio da torcida brasileira. Agradecemos muito o voto de confiança da World Skate em mais essa ação nossa em parceria com o STU, que tem sido fundamental na consolidação dos eventos da corrida olímpica do skate no Brasil", comenta Eduardo Musa, presidente da CBSk.

"Estamos todos muito felizes por mais uma vez trazermos para o Brasil, em parceria com a World Skate e a CBSk, o que há de melhor no skate mundial. Serão duas semanas que certamente entrarão para a história e que confirmam o crescente protagonismo do skate brasileiro no Brasil e no mundo. Além das competições em nível estratosférico, faremos em outubro no Rio de Janeiro uma grande festa para celebrar tantas conquistas e valorizar os profissionais que trabalham para fortalecer o skate e a cultura urbana brasileira", adianta Diogo Castelão, idealizador da plataforma STU.

Skatistas brasileiros vão disputar os Jogos Sul-Americanos da Juventude esta semana

O Brasil terá quatro skatistas na estreia do skate nos Jogos Sul-Americanos da Juventude que estará ocorrendo de 4 a 7 de maio, na cidade de Rosário, na Argentina.

A competição que teve início dia 28 de abril irá abrir para o skate a partir de quarta-feira (04/05) na modalidade street e terá dois representantes do masculino e dois do feminino com Virginia Fortes Aguas, de 16 anos, Giovana Moreira, de 17 anos (ambas de Niterói/RJ), Kalani Konig de 14 anos de Florianópolis/SC e Matheus Teixeira, de 17 anos de Passo Fundo/RS.

O campeonato irá rolar no Parque da Independência, na cidade argentina, para jovens de 14 a 18 anos, e em caso de pódio, será um dos critérios para solicitação de entrada no programa Bolsa Atleta do Governo Federal.

A skatista Virginia Fortes Aguas faz parte da seleção brasileira de skate e participou da corrida classificatória para os Jogos Olímpicos de Tóquio, enquanto Kalani Konig integra a seleção júnior desde sua criação em 2020, mesmo ano da entrada de Giovanna Moreira e Matheus Teixeira desde o ano passado.

De acordo com o cronograma, dia 4 de maio está reservado para os treinos oficiais, no dia 5 e 6, classificatórias e semi-finais, e no sábado, dia 7 de maio, as finais.

Esta é a terceira edição dos Jogos Sul-Americanos da Juventude, sendo a primeira em 2013 no Peru, a segunda no Chile, e agora na Argentina.

O evento deve reunir 15 países em 26 modalidades.