PUBLICIDADE
Topo

Paulo Anshowinhas

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Por onde andaram os skatistas olímpicos de park depois dos Jogos?

O skatista medalhista olímpico Pedro Barros também manda muito bem no surf - Reprodução Instagram/ Jersson Barboza Photos
O skatista medalhista olímpico Pedro Barros também manda muito bem no surf Imagem: Reprodução Instagram/ Jersson Barboza Photos
Conteúdo exclusivo para assinantes
Paulo Anshowinhas

Paulo Anshowinhas é skatista pioneiro, jornalista, radialista e comunicador. Foi juiz do Mundial de skate da Alemanha, chefe da delegação no Mundial do Canadá, comentarista do X Games e fundador da revista Yeah! Skate is my life.

Colunista do UOL

21/01/2022 04h00

Viagens para o interior e exterior, cortes de cabelo radicais, praias, carros zero km, campanhas publicitárias, ensaios fotográficos e claro, muito skate.

Uma vez aberta a temporada brasileira de skate na modalidade park, neste final de semana em Criciúma, com o STU National, os skatistas da seleção brasileira olímpica de skate na modalidade retornam às pistas para a competição oficial, que termina no domingo, mas fica a curiosidade:

Por onde andaram os skatistas da seleção brasileira olímpica de skate na modalidade park depois dos Jogos?

Fomos conferir os perfis no Instagram dos seis integrantes desse grupo de elite nos últimos cinco meses. A lista inclui o medalhista prateado catarinense Pedro Barros, os paulistas Luiz Francisco e Pedro Quintas, as catarinenses Yndiara Asp e Isadora Pacheco e a paulistana Dora Varella para saber por onde foi que pisaram, brilharam e se divertiram.

PEDRO BARROS, 26 anos, SC

Com 572 mil seguidores no Instagram, o medalhista olímpico de prata, hexacampeão mundial do X Games e atual campeão brasileiro de park andou de skate descalço em um banks, foi surfar na Nicarágua, cortou o cabelo moicano, defendeu a canabis recreativa. O atleta olímpico também luta por um skatepark público em Coqueiros (SC), contra a decisão de moradores do bairro que fizeram um abaixo-assinado contrário à obra.

Correu o STU Open no Rio, mas caiu de cabeça e foi parar no hospital, participou do Red Bull Generations, venceu o Mini Ramp Pro Attack, fez ensaio para GQ Brasil, campanhas para o site Buscapé e Samsung Galaxy, e vem com tudo para a primeira etapa de Criciúma.

PEDRO QUINTAS, 21 anos, SP

O animado Pedro Quintas aprendeu a jogar tênis em Comandatuba (BA), se jogou no mar na Barra da Tijuca para pegar onda de "jacaré", quebrou o shape no Mini Ramp Pro Attack de São José dos Campos, ficou em segundo no Rio Sul Classic, em terceiro no Lowpark Invitational em Curitiba, correu o Floripa Skate Sessions, o Oi STU Open do Rio e andou na pista da Rajas (SP), da High Adventure (SC).

Entrou para a equipe de Free Fire, Loud GG, desfilou a coleção da Cavalera em fotos e vídeos, apresentou os shapes da Continental, raspou muito os eixos Independent, e ainda ganhou um Tiggo zero Km.

LUIZ FRANCISCO, 21 anos, SP

O skatista que, literalmente, chutou o capacete durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano passado, ficou em segundo lugar no Mini Ramp Pro Attack do Rio, ganhou um "foguetão Zero Km", uma moto Honda (como ele mesmo disse), foi campeão do circuito brasileiro de mini ramp, participou do Red Bull Generations em Floripa, do Lowpark Invitational de Curitiba. Luizinho também ganhou o prêmio de melhor skatista de transição no final do ano, fez campanha publicitária para a Centauro, ganhou um carro zero da Ford para passear com a namorada, fez dreadlocks e pintou os cabelos, ganhou 10 mil seguidores no Twitch e correu a etapa anterior —da semana passada em Criciúma— na modalidade street. Ele fechou a disputa em nono lugar, um acima do necessário para entrar na final.

YNDIARA ASP - 24 anos, SC

Yndy andou bastante de skate nesse período, tendo entrado no "tour" da Layback Team, participou do Mini Ramp Pro Attack, em São José dos Campos e no Rio de Janeiro, do Floripa Skate Sessions, do Red Bull Generations, em Floripa, andou em Minas Gerais, e partiu para a cena social.

Fez sessão de fotos com Tauna Sofia, deu entrevista para o podcast no Podpah, participou do prêmio Man of The Year da revista GQ em traje de gala, foi para eventos sociais da Red Bull —com direito a tapete vermelho e looks luxuosos—, andou de skate com Leticia Bufoni e ainda arriscou jogar tênis na Ilha de Comandatuba.

DORA VARELLA - 20 anos, SP

A paulistana Dora Varella correu o Red Bull Generations, ficou em segundo lugar no Oi STU Open no Rio de Janeiro, correu o Mini Ramp Pro Attack, o Lowpark de Floripa, o Floripa Skate Sessions, treinou na pista da Rajas (SP) e na Vans Skatepark (SP), e partiu para a cena social e publicitária.

Como garota propaganda, fez campanhas para Club Social, Fiat Challenge Pulse, Aussie Grill, TNT Energy, Glow Shine, Kanui - Estação K. Dora entrou para a equipe Naked Nuts, fez ensaio de moda para GQ Brasil, surfou na piscina de ondas artificiais na Wave Garden, na Praia da Grama (SC), e pilotou um jet ski.

ISADORA PACHECO - 16 anos, SC

A catarinense Isa Pacheco exibe com orgulho seus 10 patrocinadores e apoiadores nacionais e estrangeiros como a Puma, Layback Beer, Stance, Evoke, Mobgrip, Independent, Bronsonspeedco, Triple8 NYC, Bones Wheels e NHS Funfactory em seu perfil no Instagram.

Correu o Red Bull Skate Generation, ficou em quarto no Oi STU Open do Rio de Janeiro, do Floripa Skate Sessions, viajou para a Califórnia, fez ensaio em Encinitas, conferiu de perto a etapa do mundial de surfe em Santa Catarina, o Layback Pro, fez campanha para Persono e depois de tudo isso tirou férias na Ilha de Comandatuba, na Bahia.