PUBLICIDADE
Topo

Olhar Olímpico

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Jogador do PSG é esfaqueado e motivo seria copo d'água derramado

Elohim Prandi, jogador de handebol - Reprodução/Instagram
Elohim Prandi, jogador de handebol Imagem: Reprodução/Instagram
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

05/01/2022 14h38

Elohim Prandi, jogador da equipe de handebol do PSG e da seleção francesa, foi esfaqueado durante o Reveillón de Paris. De acordo com reportagem do jornal L'Equipe publicada nesta quarta-feira (5) a agressão teria acontecido em meio a uma discussão iniciada por um copo de água derramado.

O episódio aconteceu na virada de ano em um restaurante do 8º arrondissement, região nobre de Paris, onde fica a avenida Champs-Élysées e o Arco do Triunfo. De acordo com nota do PSG, Prandi sofreu diversas facadas, mas por sorte nenhuma delas atingiu órgãos vitais. Inicialmente levado à UTI de um hospital parisiense em estado grave, já no domingo foi informado que ele não corria risco de morrer. O jogador segue em observação.

"O clube expressa a sua indignação face a esta agressão e dá todo o seu apoio a Elohim Prandi, bem como aos seus familiares para passarem por esta provação", disse o PSG, em comunicado. As investigações iniciais, citadas pelo L'Equipe, apontam que a discussão já no começo da manhã de sábado (1) começou por um copo de água e se transformou em uma briga entre Prandi e outro homem. Uma terceira pessoa, em meio à confusão, teria dado as facadas, pelas costas do atleta.

Prandi, que joga como ala pela esquerda, é uma das estrelas da nova geração do handebol francês, um dos mais fortes do mundo. Ele é filho de dois ex-jogadores da seleção da França e estava no grupo campeão mundial júnior em 2019.

Na seleção adulta, ele disputou o Campeonato Europeu de 2020 e estava convocado para o continental deste ano, que vai acontecer entre 13 e 30 de janeiro. A seleção francesa já está treinando para a competição, mas Prandi não havia se juntado ao grupo inicialmente por ter contraído covid. Por conta das lesões causadas pelas facadas, ele será cortado.