PUBLICIDADE
Topo

Olhar Olímpico

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Giovane e Serginho vão fazer parte do Hall da Fama do Vôlei

Serginho comemora seu segundo ouro olímpico no vôlei - Getty Images
Serginho comemora seu segundo ouro olímpico no vôlei Imagem: Getty Images
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

11/05/2021 14h10

O Brasil terá mais dois representantes no Hall da Fama do vôlei. Giovane Gávio e Serginho "Escadinha" foram escolhidos para se juntar a nomes como Maurício, Giba e Nalbert, seus contemporâneos na seleção brasileira, no espaço localizado em Holyoke (Masschusetts), nos Estados Unidos, onde o vôlei foi criado.

O nome dos dois foi divulgado pelo podcast do ex-jogador Nalbert, que reuniu os ex-companheiros em uma gravação da qual Maurício também participou, e contou a novidade. "É uma emoção diferente, um momento marcante, de reconhecimento e muita alegria. Por todo o esforço e dedicação de tantos anos? Fico feliz em poder estar ao lado do Escada também, um parceiro de tantos anos, de tantas conquistas que não foram só nossas, foram do povo brasileiro", comentou Giovane.

A cerimônia de inclusão dos atletas da classe de 2021 no Hall da Fama vai acontecer nos dias 15 e 16 de outubro, na sede do Hall da Fama do Vôlei, nos Estados Unidos. A lista dos escolhidos sai no fim da semana e outros três brasileiros estão entre os inicialmente nominados: Bernardinho, Fernanda Venturini e Ricardo, do vôlei de praia.

Siga o Olhar Olímpico no Twitter e no Instagram e receba atualizações diárias no canal do Telegram.

Das 146 pessoas que fazem parte do Hall da Fama do Vôlei, 14 são brasileiros: Bernard, Maurício, Giba, Nalbert, Fofão, Ana Moser, Emanuel, Loiola, Jackie Silva, Shelda, Adriana Behar, Sandra Pires, Carlos Arthur Nuzman e Bebeto de Freitas. Todos foram jogadores, mas os dois últimos se destacaram como dirigente (Nuzman) e treinador (Bebeto). Mais cedo ou mais tarde, outros deverão ser incluídos, como os três já nominados (Bernardinho, Venturini e Ricardo), Zé Roberto, Alison, Thaisa e Bruninho.