PUBLICIDADE
Topo

Olhar Olímpico

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Sede da Copa América, Colômbia veta entrada da seleção de basquete

Débora jogando pelo Brasil contra o Canadá no basquete feminino do Pan - Alexandre Loureiro/COB
Débora jogando pelo Brasil contra o Canadá no basquete feminino do Pan Imagem: Alexandre Loureiro/COB
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

13/04/2021 14h34

Uma das sedes da próxima edição da Copa América, a Colômbia vetou a entrada da seleção brasileira feminina de basquete para a disputa do Campeonato Sul-Americano da modalidade, em maio, na cidade de Cali. A razão é a falta de controle da pandemia do coronavírus no Brasil, o que, em tese, poderia colocar em risco também a participação da seleção de futebol na Copa América, um mês depois.

A Colômbia vem vetando desde o início do ano a entrada de atletas brasileiros. A seleção masculina de basquete já foi barrada de jogar lá pelas eliminatórias da AmericCup, assim como ciclistas e jovens da patinação que buscavam classificação para os Jogos Pan-Americanos Juniores, que vão acontecer exatamente na Colômbia.

Hoje (13) a a Consubasquet informou à FIBA Américas que "apesar dos esforços da federação anfitriã (colombiana), o Brasil se classificará diretamente para a AmeriCup pelo ranking, tendo em conta a impossibilidade de seu ingresso à Colômbia por motivos inerentes à covid-19". Ou seja: barrado de entrar na Colômbia, a seleção feminina está classificada diretamente à AmeriCup (antiga Copa América) que será em meados de junho, em Porto Rico.

"Temos que respeitar a posição da Colômbia e pelo ranking, por liderarmos e por esportivamente não termos qualquer medida a tomar, vamos à AmeriCup diretamente e tenho certeza que faremos bonito em Porto Rico" disse o presidente da CBB, Guy Peixoto. Acontece que Porto Rico também não tem permitido a entrada de atletas brasileiros. Por causa disso, o Brasil não teve representantes no Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike, no início do mês.