PUBLICIDADE
Topo

Quem são os veteranos em que Petrovic se apoia após Leandrinho parar

Leandrinho foi o cestinha do duelo com 21 pontos - Lucas Lima/UOL
Leandrinho foi o cestinha do duelo com 21 pontos Imagem: Lucas Lima/UOL
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

16/09/2020 04h00

A aposentadoria de Leandrinho Barbosa, revelada pelo UOL Esporte na segunda-feira (14), mexe com os planos do técnico da seleção brasileira, Aleksandar Petrovic. O croata contava como ala/armador para tentar a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para o ano que vem. Agora, ele vai ter que se apoiar em outros veteranos.

"Com a saída de Leandrinho, muitos se perguntam qual dos veteranos disputará o torneio Pré-Olímpico. No momento, três dos cinco vão jogar em Split. Vou falar com os outros dois quando chegar a hora", explicou o treinador, em postagem no Twitter.

Aos 37 anos, Leandrinho vinha sendo o principal pontuador da seleção brasileira de Petrovic. Mas o jogador já havia indicado que podia não chegar até a Olimpíada de Tóquio após o adiamento. Seu contrato com o Minas Tênis Clube ia até o final de maio e a ideia era encerrar a carreira ali, mesmo com o Pré-Olímpico programado para o final de junho.

Ainda assim, Petrovic conta com outros cinco veteranos dos Jogos de Londres e/ou do Rio: Marcelinho Huertas, de 37 anos, atualmente no Tenerife, da Espanha; Alex Garcia, 40, que voltou ao Bauru Basket; Marquinhos, 36, que vai para mais uma temporada no Flamengo; Anderson Varejão, 37, parado desde o Mundial do ano passado; e Rafael Hettsheimeir, 34, reforço do Flamengo.

Aos 38, Nenê Hilário seria outro jogador desta geração que poderia ser utilizado por Petrovic, porque em tese segue em atividade. Mas o jogador, que mora nos Estados Unidos, não chegou a ser convocado pelo técnico croata. Além disso, ele não joga desde maio do ano passado. Na atual temporada da NBA, primeiro não foi utilizado pelo Houston Rockets. Depois, trocado, foi dispensado pelo Atlanta Hawks.

O Brasil vai jogar o Pré-Olímpico de Split, na Croácia. Na primeira fase, participa de um triangular com Croácia e Tunísia. Numa eventual semifinal, cruza com Alemanha, Rússia, ou México. Só o melhor entre esses seis times vai a Tóquio.

+ Acompanhe o que mais importante acontece no esporte olímpico pelos perfis do Olhar Olímpico no Twitter e no Instagram. Segue lá! +