PUBLICIDADE
Topo

Olhar Olímpico

Campeã mundial no futebol feminino vai jogar em time masculino

Yuki Nagasato (dir) é apresentada em time masculino ao lado da irmã - Reprodução/Instagram
Yuki Nagasato (dir) é apresentada em time masculino ao lado da irmã Imagem: Reprodução/Instagram
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

10/09/2020 11h45

A japonesa Yuki Nagasato, campeã da Copa do Mundo Feminina de 2011, será uma das primeiras mulheres jogando profissionalmente entre os homens. A jogadora, que defende o Chicago Red Stars na liga norte-americana, a NWSL, foi emprestada para defender o Hayabusa Eleven em uma divisão regional do futebol masculino japonês. Ela irá jogar com uma irmã e um irmão.

A informação foi inicialmente compartilhada pelo próprio Red Stars. De acordo com a franquia, a atacante será a primeira mulher da história a jogar profissionalmente pelo Hayabusa Eleven, definido, pelo próprio comunicado, como um clube amador. Nagasato está em Chicago desde 2017 e voltará ao clube para a próxima temporada da NWSL.

Nagasato tem 33 anos e três Copas do Mundo no currículo. Jogou as edições de 2007, 2011 e 2015 e foi campeã com o Japão na segunda delas, entrando no segundo tempo da decisão. De acordo com a ESPN dos Estados Unidos, ela tem mais de 130 partidas pela seleção japonesa.

No Japão, irá jogar uma liga equivalente à oitava divisão nacional, uma competição com diversos grupos com times locais. O Hayabusa Eleven é da mesma cidade onde ela nasceu, Atsugi. A apresentação dela, hoje (10), revelou que também vão defender o time uma irmã dela, Asano, e um irmão, o meio-campista Genki-san.

Em agosto, a jogadora holandesa Ellen Fokkema, de 19, recebeu autorização da KNVB (Real Associação de Futebol da Holanda) para defender o time masculino do VV Foarut, que disputa uma liga da quarta divisão do futebol local. Em 2018, a goleira canadense Stephanie Labbé chegou a treinar com o time de aspirantes do Calgary Foothills, mas a liga local impediu sua participação.

+ Acompanhe o que mais importante acontece no esporte olímpico pelos perfis do Olhar Olímpico no Twitter e no Instagram. Segue lá! +