PUBLICIDADE
Topo

Entenda a disputa entre quatro times por uma vaga nos playoffs da NBA

Damian Lillard, do Portland Trail Blazers, empartida contra o Dallas Mavericks - Kim Klement - Pool/Getty Images
Damian Lillard, do Portland Trail Blazers, empartida contra o Dallas Mavericks Imagem: Kim Klement - Pool/Getty Images
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

13/08/2020 04h00

A NBA chega ao penúltimo dia de jogos da fase de classificação, nesta quinta-feira (13), com uma disputa alucinante pela última vaga nos playoffs da Conferência Oeste. Mas a briga para decidir quem enfrenta o Los Angeles Lakers não termina hoje. Novidade na "bolha", a vaga será disputada em um play-in.

Para reduzir as injustiças em meio a um cenário completamente atípico, a NBA decidiu que, se a diferença entre o oitavo e nono colocados terminasse menor do que quatro vitórias, eles disputariam uma repescagem, que ganhou o nome de play-in - diferente do playoff, que decide o eliminado, esse mata-mata decide quem entra, por isso o "in". Serão no máximo dois jogos, sábado e domingo. Se o oitavo ganhar uma partida, está classificado para pegar o Lakers. Já o nono colocado precisa de duas vitórias para ganhar o duelo.

Nesta quinta, quatro equipes entram em quadra sonhando com a classificação para o play-in. Antes do início da rodada, o Portland Trail Blazers (34 vitórias/39 derrotas) é o oitavo, o Memphis Grizzlies (33/39) o nono, o Phoenix Suns (33/39) o décimo e o San Antonio Spurs (32/38) o 11º.

O Portland parece favorito a ficar com uma das vagas. Além de depender só de si, vem de cinco vitórias em sete jogos na bola e pega o Brooklyn Nets (sétimo da Conferência Leste), para quem o resultado do jogo não faz diferença. Embalado por Devin Booker, o Phoenix Suns está voando. Venceu suas sete partidas e enfrenta o Dallas Mavericks, sétimo da Conferência Oeste. Mas o Suns só se classifica se Portland ou Memphis perderem.

O Memphis depende só de si, mas isso pode ser um problema. A equipe perdeu Jaren Jackson Jr por lesão e seis dos primeiros sete jogos na bolha. Em nono, avança se vencer o Milwaukee Bucks, líder geral, ou se dois dos seus rivais também perderem. Já o San Antonio Spurs corre por fora. Prejudicado por ter dois jogos a menos quando a NBA parou em março, tem aproveitamento 0,1% pior que seus rivais. A equipe de Greg Popovich precisa bater o Utah Jazz e torcer pela derrota de dois dos seus rivais para não encerrar uma sequência de 22 temporadas seguidas indo ao playoff.

Grizzlies x Bucks jogam às 17h de Brasília, mesmo horário de Suns x Mavericks. Jazz x Spurs acontece a partir das 19h30, enquanto que a rodada termina com Nets x Trail Blazers e Magic x Pelicans às 22h.