PUBLICIDADE
Topo

COB tem primeiro caso de Covid em Portugal e isola nadador

Brandonn Pierry no Tiktok, rede em que ele é muito ativo - Reprodução
Brandonn Pierry no Tiktok, rede em que ele é muito ativo Imagem: Reprodução
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

11/08/2020 13h27

O nadador Brandonn Pierry é o primeiro integrante da Missão Europa, do Comitê Olímpico do Brasil (COB), a precisar ser isolado em Portugal por ter contraído o novo coronavírus. Ele testou positivo para a Covid-19 no exame realizado assim que chegou à base do COB na Europa, na cidade de Rio Maior, nos arredores de Lisboa.

Os atletas e membros de comissão técnica enviados pelo COB à Europa precisam passar por um teste de Covid no Brasil, dias antes de embarcarem e, após resultado negativo, são autorizados a embarcar. Assim que chegam a Portugal, são submetidos a um novo teste. Enquanto o resultado não fica pronto, permanecem por um dia isolados em seus quartos no CT Rio Maior.

O COB tem adotado como prática não informar os nomes dos atletas escolhidos pelas confederações para viajar até que o segundo teste dê negativo. Assim, o comitê não informa quem é o atleta isolado. Trata-se de Brandonn Pierry, conforme publicou o site especializado Best Swimming e confirmou o Olhar Olímpico. Brandonn, do Sesi, é um dos brasileiros mais ativos nas redes sociais, mas não posta no Instagram desde que, há quatro dias, compartilhou foto no aeroporto.

De acordo com o COB, o atleta que testou positivo (Bradonn) "está assintomático e permanecerá isolado por 14 dias, onde encontra-se desde que chegou a Portugal, sendo monitorado diariamente pelo Departamento Médico da Missão". "Após esse período, os exames serão refeitos. Estando tudo bem, ele será liberado para suas atividades", explicou o COB.

Etiene Medeiros, campeã mundial de natação - Divulgação/CBDA - Divulgação/CBDA
Etiene Medeiros, campeã mundial de natação
Imagem: Divulgação/CBDA

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) inicialmente havia aberto a possibilidade de 22 nadadores viajarem. Mas só 10 embarcaram no dia 17 de julho, na primeira leva de atletas que foram a Portugal. João Gomes Jr, que estaria nesse grupo, testou positivo ainda no Brasil, ficou em isolamento, e viajou no último sábado (7). Por opção da CBDA, esse segundo grupo foi acompanhado de um segundo médico, que está acompanhando Brandonn no isolamento.

Etiene Medeiros, campeã mundial dos 50m costas e dona de três outros em Mundiais de piscina curta, também foi convidada a ir para Portugal, mas recusou, entendendo que entrar num avião e viajar até Portugal seria um risco para sua saúde. Ela é asmática e faz parte do grupo de risco da doença.

De acordo com o COB, neste momento, a delegação brasileira é composta por 143 integrantes, sendo 92 atletas. Estão em Portugal as seleções de natação, boxe, tênis, maratonas aquáticas, judô (em Coimbra), ginástica artística e ginástica rítmica (ambas em Sangalhos), além de duas duplas da equipe de vela, em Cascais.

A justificativa da Missão Europa é que atletas de nível olímpico estão impossibilitados de treinar no Brasil. Ontem (10), viajaram quatro tenistas que estavam há cerca de três meses treinando no CT da Confederação Brasileira de Tênis (CBT) em Itajaí (SC). No grupo estão João Menezes (já classificado para as Olimpíadas de Tóquio pelo ouro no Pan), Bia Haddad Maia (última colocada do ranking da WTA — que leva em conta apenas atletas que pontuaram no circuito mundial), Thomaz Bellucci (número 298 do ranking da ATP) e Carol Meligeni.