PUBLICIDADE
Topo

Olhar Olímpico

Mari e Paula Pequeno desfazem dupla após apenas 2 jogos

Mari e Paula Pequeno - Wander Roberto/Inovafoto
Mari e Paula Pequeno Imagem: Wander Roberto/Inovafoto
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

10/08/2020 13h02

Durou dois jogos a trajetória de Mari e Paula Pequeno como uma dupla de vôlei de praia. As campeãs olímpicas, que estrearam jogando juntas no início de março e perderam as duas partidas que fizeram em Aracaju (Sergipe), anunciaram no fim da semana passada o fim da parceria. Nesta segunda (10), Paula Pequeno foi anunciada como nova parceira da experiente Taiana.

Paula e Mari foram colegas de seleção brasileira de vôlei e, entre os diversos títulos que conquistaram, está o ouro olímpico de Pequim, em 2008. Já em reta final de carreira, elas resolveram se arriscar na areia. Começaram a treinar em outubro, inicialmente em um parque em São Paulo e, depois de adaptadas à nova modalidade, anunciaram que jogariam como dupla.

Mari logo teve uma oportunidade pontual, de substituir Ágatha e jogar um torneio com Duda em novembro. Em março elas jogaram pela primeira vez como duplas, perdendo dois jogos em Aracaju. Um deles, para Ana Patrícia e Rebecca, já classificadas para Tóquio, por distantes 21/10 e 21/11. Na semana seguinte, porém, veio a pandemia e a temporada 2019/2020 do Circuito Brasileiro foi encerrada. Na próxima temporada, cada uma vai seguir seu caminho.

"Diante de um desafio tão difícil que é o vôlei de praia, e ainda tendo perdido esse precioso tempo de preparação, decidimos tentar encurtar o nosso caminho rumo à transição mais rápida possível. Sendo assim, eu e Mari não somos mais uma dupla mas sim, amigas como sempre e para sempre. Vamos atrás de jogadoras experientes da praia que possam nos ajudar a evoluir mais rapidamente", explicou Paula Pequeno pelo Instagram.

Nesta segunda, ela anunciou seu futuro. Aos 38 anos, irá jogar com a defensora Taiana Lima, que tem 36 e joga o Circuito Mundial com regularidade desde 2010. Cearens, Taiana foi bicampeã mundial juvenil com Juliana (2002) e Carol Solberg, Ao longo da carreira, fez dupla com Vivian, Talita, Fernanda Berti, Juliana, Elize Maia e Carol Horta. Em 2015, com Fernanda, foi vice-campeã mundial. No ano passado, jogou novamente com Talita.

Mari, de 36 anos, ainda não anunciou seu futuro.