PUBLICIDADE
Topo

Rio fará audiência pública pela internet para decidir sobre autódromo

Projeto do Autódromo na região de Deodoro, no Rio de Janeiro - Divulgação
Projeto do Autódromo na região de Deodoro, no Rio de Janeiro Imagem: Divulgação
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

13/05/2020 16h36

O governo do Estado do Rio de Janeiro marcou para o próximo dia 28 de maio uma audiência pública decisiva para a construção, ou não, de um novo autódromo na cidade. Com a proibição de encontros presenciais, a audiência de apresentação e discussão do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) contratado pela prefeitura do Rio para a construção do autódromo será realizada de forma virtual, em videoconferência.

O edital convocando para a audiência pública foi publicado no Diário Oficial do estado desta quarta-feira (13), assinado pelo presidente da Comissão Estadual de Controle Ambiental. O encontro está marcado para começar às 19h, através de um link no site do futuro autódromo, que recebeu o nome de Rio Motorpark.

A discussão sobre o RIMA ficou dois meses parada, devido à pandemia. A audiência pública estava marcada para 18 de março e foi inicialmente cancelada pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA), assim que o Rio entrou em quarentena. Dois dias antes da reunião, ela foi remarcada, o Ministério Público questionou, e o órgão estadual voltou atrás.

A aprovação do Estudo de Impacto Ambiental é uma etapa decisiva para que o autódromo saia e a audiência pública é obrigatória. Quanto mais tempo ela demorar para ser realizada, mais tempo vai demorar para as obras começarem. Assim, mais improvável que o autódromo fique pronto para ser utilizado na temporada 2021 da Fórmula 1.

Olhar Olímpico