PUBLICIDADE
Topo

Atletas olímpicos voltam a treinar em Porto Alegre

Mayra Aguiar, judoca da Sogipa, em treino antes da pandemia - Abelardo Mendes Jr/Rede do Esporte
Mayra Aguiar, judoca da Sogipa, em treino antes da pandemia Imagem: Abelardo Mendes Jr/Rede do Esporte
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

11/05/2020 17h43

Os principais atletas gaúchos de esportes individuais como natação, ginástica e judô estão voltando aos treinamentos. A Sogipa, da multicampeã Mayra Aguiar, reabriu na semana passada, por enquanto apenas para treinos na academia. O Grêmio Náutico União (GNU) vai reabrir na próxima quarta-feira (13) para os esportistas que ainda sonham com os Jogos Olímpicos de Tóquio.

A reabertura foi autorizada inicialmente em decreto da prefeitura de Porto Alegre que começou a valer na semana passada. Esse decreto autoriza a reabertura das instalações dos clubes sociais "apenas para o condicionamento físico dos respectivos atletas profissionais contratados, observado o distanciamento mínimo de 2 metros entre os mesmos, sendo vedado, em qualquer caso, contato físico ou aglomerações".

No fim de semana, essa reabertura chegou a ser questionada pelo governador Eduardo Leite (PSDB). Em live no sábado (9) à noite, ele indicou que os clubes de Porto Alegre não deveriam reabrir, porque a cidade está em bandeira laranja. "Na bandeira laranja, a determinação é que se suspenda as atividades em clubes esportivos. Só podendo funcionar na bandeira amarela, o que deverá acarretar a suspensão das atividades dos treinos nos clubes esportivos", disse Leite.

O decreto, porém, mudou no domingo (10). No sábado, o protocolo para região enquadrada na "bandeira laranja" não permitia atividades em clubes esportivos, profissionais ou não. Quando da divulgação oficial, o trecho passou a conter orientação de atividades com "25% de trabalhadores", o que não se sobrepõe ao decreto municipal. A medida atendeu pressão de Grêmio e Inter, mas também beneficiou Sogipa e GNU. O atual secretário de esporte do estado é o ex-judoca João Derly, referência da Sogipa.

Siga @Olhar_Olimpico

No clube, 12 atletas de judô já estão treinando desde quarta-feira, em três grupos de quatro atletas. De acordo com a Sogipa, esses judocas, que brigam por vaga em Tóquio-2020, fazem rotina de exercícios físicos cumprindo "um criterioso protocolo de cuidados formulado com base na orientação das autoridades de saúde".

Entre um treino e outro, a academia é higienizada. "Nenhuma outra área do clube, nem mesmo os vestiários, é usada", explica a Sogipa. Os judocas são orientados pelo técnico Antônio Carlos Pereira, o Kiko, e pelo preparador físico Wagner Zaccani. Os judocas não estão autorizados a terem contato físico.

Daqui a uma semana, outro grupo de 12 judocas também volta a treinar. No atletismo, outra modalidade em que a Sogipa tem atletas profissionais, Almir Júnior, prata no Mundial Indoor no salto triplo em 2018, está de férias e deve voltar a Porto Alegre "nos próximos dias", segundo o clube. Samory Uiki, que faz salto em distância, também deve voltar a treinar. Na ginástica artística, Tomas Florêncio, da seleção brasileira, já treina.

O GNU chegou a detalhar como seria a reabertura para sócios e equipes de treinamento não-profissionais, planos que por enquanto estão adiados. O clube reabre na quarta-feira com uma série de exigências, como o atleta tirar o calçado e guardá-lo num saco plástico ao chegar à sede. Também será necessário trocar de roupa e, o tempo todo, utilizar máscaras.

O clube tem atletas com chance de ir à Olimpíada em diversas modalidades. Na ginástica artística masculina, a equipe tem Luis Guilherme Porto. Na natação, brigam pro vaga olímpica Fernando Ponte, Viviane Jungblut e Alexandre Finco, entre outros. A esgrima conta com Alexandre Teixeira, Guilherme Toldo, Ana Toldo, Pedro Marostega e Mariana Pistoia. O GNU também tem atletas de rendimento no judô, no remo e na ginástica rítmica.

Olhar Olímpico