PUBLICIDADE
Topo

'Libertadores' do basquete adia final e frustra sonho do Flamengo

Marquinhos, do Flamengo, em jogo da Champions League - Fiba Américas
Marquinhos, do Flamengo, em jogo da Champions League Imagem: Fiba Américas
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

08/05/2020 15h06

A temporada 2019/2020 do basquete masculino brasileiro está oficialmente encerrada. Nesta sexta-feira (8), a Fiba Américas informou o Flamengo que a final da Champions League América, equivalente da Libertadores para a modalidade, está adiada para, pelo menos, setembro. Isso significa que a decisão do torneio será na próxima temporada, com equipes diferentes das que vinham jogando a competição.

O Flamengo já esperava por esse desfecho, que frustra planos ousados feitos pela diretoria. O clube investiu na montagem de uma equipe forte, comandada pelo técnico Gustavinho, e esperava acumular taças. Venceu o Carioca, foi vice do Super 8, e havia acabado de chegar à final da Champions quando o torneio foi suspenso devido ao novo coronavírus. A equipe também liderava o NBB, com apenas três derrotas em 24 jogos, quando a competição foi paralisada.

Na última segunda-feira (4), os clubes do NBB se reuniram e decidiram cancelar a temporada, sem que nenhum clube fosse declarado campeão, como já havia ocorrido na Superliga de Vôlei. A classificação foi mantida apenas para fins de distribuição de vagas nas competições internacionais, com o Flamengo tendo lugar garantido na próxima Champions.

Mas ainda faltava decidir o que aconteceria com o torneio continental na atual temporada. O Flamengo, invicto no torneio, estava classificado para a final, mas faltava ainda conhecer o adversário, que vai sair do terceiro jogo da outra semifinal entre os argentinos San Lorenzo e Quimsa.

Siga @Olhar_Olimpico

Era muito improvável, porém, que a competição fosse encerrada na atual temporada. Porque a liga argentina já foi encerrada, também, e porque o governo argentino proibiu voos até setembro. O Flamengo não teria como ir à Argentina, nem seus rivais teriam como vir ao Brasil e voltar para casa. Nesta sexta a decisão se tornou oficial, com a Fiba Américas adiando a final para a partir de setembro, em data a ser definida.

Até lá, os três clubes terão mexido em seus elencos, e os argentinos se dão melhor com isso. É que a legislação argentina é menos rígida que a brasileira quanto a vistos de trabalho. San Lorenzo e Quimsa podem fazer contratações pontuais, de atletas da NBA por exemplo, só para esses jogos. O Flamengo não pode, porque precisaria de visto de trabalho, publicação em Diário Oficial, e uma série de burocracias.

Olhar Olímpico