PUBLICIDADE
Topo

Time de beisebol troca torcedores por robôs e manequins na arquibancada

Estádio do Rakuten Monkeys com manequins - Divulgação
Estádio do Rakuten Monkeys com manequins Imagem: Divulgação
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

09/04/2020 15h17

Com uma média de menos de 10 novos casos de coronavírus por dia nas últimas semanas, Taiwan tenta retornar à vida normal, dentro do possível. Neste sábado (11) terá início a temporada da primeira divisão nacional de beisebol, a CPBL, que conta com cinco equipes. Por ordem do governo local, porém, as partidas terão que ser realizadas com portões fechados, sem público.

Para tentar manter o clima de campeonato no estádio apesar da ausência de calor humano, o Rakuten Monkeys resolveu inovar. O clube anunciou que vai instalar robôs nas arquibancadas, para darem apoio à equipe. De acordo com o gerente-geral do Monkeys, serão no total 500 manequins, dos quais alguns com movimentos.

"Como não temos fãs presentes, podemos nos divertir um pouco com isso", comentou, ao site do clube, o gerente geral do Monkeys, Justin Liu. Por determinação da liga, cada partida poderá contar com apenas 200 pessoas dentro do estádio, incluindo jogadores, treinadores, equipe, funcionários do estádio, árbitros, delegados e profissionais de mídia.

Nos Estados Unidos, a Major League Baseball, principal liga do país, está considerando a opção de reunir todas as equipes em um só estádio, no Arizona, e realizar as partidas ali, em ambiente controlado,.

Olhar Olímpico