PUBLICIDADE
Topo

MP pede, governo do Rio suspende audiência e atrasa liberação de autódromo

Projeto do Autódromo na região de Deodoro, no Rio de Janeiro - Divulgação
Projeto do Autódromo na região de Deodoro, no Rio de Janeiro Imagem: Divulgação
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

16/03/2020 18h45

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) chegou a anunciar no sábado (14) o cancelamento de audiência pública marcada para a próxima quarta-feira (18) na qual seria apresentado o Estudo de Impacto Ambiental do Autódromo de Deodoro, mas voltou atrás nesta segunda-feira (16). Cobrado pelo MP, voltou atrás e cancelou de novo a audiência.

A audiência pública chegou a ser suspensa no sábado (14), quando o Inea publicou em seu site que o cancelamento se devia ao decreto do governador Wilson Witzel (PSC) que proíbe todo e qualquer evento que envolva aglomeração de pessoas. Nesta segunda, a matéria foi retirada do ar e incomodou o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ).

À tarde, o grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente (GAEMA) enviou requerimento pedindo que o encontro, determinante para o futuro do autódromo, seja cancelado. "O MPRJ recomenda, ainda, que não seja remarcada nova data enquanto perdurarem as medidas temporárias de prevenção ao contágio e enfrentamento de emergência em saúde pública de importância Estadual e internacional, decorrente do novo coronavírus, no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, determinadas pelo Governo do Estado", diz nota do MP.

Horas depois, a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade voltou a anunciar a suspensão da audiência, alegando cumprir o decreto estadual publicado pelo governador Wilson Witzel que proíbe eventos públicos. A aprovação do Estudo de Impacto Ambiental é uma etapa decisiva para que o autódromo saia e a audiência pública é obrigatória. Quanto mais tempo ela demorar para ser realizada, mais tempo vai demorar para as obras começarem. Assim, mais improvável que o autódromo fique pronto para ser utilizado na temporada 2021 da Fórmula 1.

Olhar Olímpico