PUBLICIDADE
Topo

Federação proíbe corridas de rua em SP e maratona internacional é adiada

Maratona de São Paulo - Divulgação/Yescom
Maratona de São Paulo Imagem: Divulgação/Yescom
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

14/03/2020 18h00

O mercado de corridas de rua vai parar em São Paulo até o final de abril, pelo menos. Neste sábado (14), depois de o governo estadual recomendar a suspensão de eventos com mais de 500 pessoas, a Federação Paulista de Atletismo (FPA) anunciou o cancelamento de todos os permits (autorizações) para corridas de 16 de março a 30 de abril - sem eles, as provas tornam-se irregulares. Antes, os organizadores da Maratona Internacional de São Paulo comunicaram o adiamento da prova, a maior maratona do país.

Até sexta-feira à tarde, a Maratona de São Paulo era a única prova internacional do mundo marcada para os próximos 30 dias que não havia sido cancelada ou adiada. E esse é o período do ano mais propício para se disputar provas assim, pelo clima ameno. Maratonas como de Roma, Milão, Londres e Boston foram canceladas.

Em São Paulo, a Yescom só adiou a corrida depois do pronunciamento do governador João Doria (PSDB). Até então, a empresa seguia com inscrições abertas e afirmando que a prova seguia como planejado para 5 de abril. Uma nova data ainda não foi marcada, mas já está decidido que será no segundo semestre.

Neste sábado, a Federação Paulista de Atletismo (FPA) e a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) também tomaram medidas. A CBAt cancelou todo o calendário nacional, o que inclui duas etapas do Desafio CBAt/CPB, em 22 de março e 26 de abril. Também a assembleia da confederação, que seria na semana que vem, em Guarulhos, foi adiada. Em ofício, a entidade recomenda "fortemente" que todas as filiadas adotem o mesmo procedimento.

São Paulo foi além e suspendeu os permits de corridas de rua e eventos de 16 de março a 30 de abril, deixando claro que a remarcação não terá custo adicional para os organizadores. A data de vigência a partir de 16 de março é cômoda porque estava marcado para este sábado um torneio regional em Bragança Paulista (SP). A prova marcou a estreia na temporada de Darlan Romani, candidato a medalha olímpica no arremesso de peso.

Também foi cancelada neste sábado a etapa de Santos do circuito de triatlo Triday Series, um dos mais importantes do país. A prova seria no domingo. "Lamentamos a notícia em caráter emergencial, mas devido à contínua atualização de informações relacionadas ao tema, nossa equipe tem o dever de prezar pela segurança e bem-estar da comunidade do triatlo, que envolve atletas, parceiros, colaboradores e apaixonados pelo esporte", disse a organização.

Ontem o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) uma paralisação quase total. "Todos os eventos que seriam realizados no CT Paraolimpico até 5 de junho de 2020 estão cancelados. Da mesma forma, as atividades do centro de formação e os treinamentos dos clubes estão suspensos", afirmou o presidente Mizael Conrado. A entidade cancelou o Open Internacional de Atletismo e Natação, no final do mês, no CT de São Paulo, que deveria reunir 600 atletas de diversos países. Seria a principal chance de obtenção de índices para brasileiros dessas duas modalidades.

O Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) adiou todos os Campeonatos Brasileiros Interclubes programados para as próximas semanas. Entre os eventos que terão a data remarcada estão a etapa de Salvador (BA) do Brasileiro de Tênis, a etapa de Recife do Brasileiro de Basquete 3 x 3 e a etapa de Bauru do Brasileiro de Polo Aquático Sub-16.

Olhar Olímpico