PUBLICIDADE
Topo

Liga cede à pressão, adia Jogos das Estrelas e fecha portões no NBB

Jogo das Estrelas de 2019 do NBB - Divulgação
Jogo das Estrelas de 2019 do NBB Imagem: Divulgação
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

13/03/2020 10h49

Menos de 48 horas depois de afirmar ao Olhar Olímpico que só imporia medidas restritivas por causa do coronavírus no caso de determinação governamental, a Liga Nacional de Basquete (LNB) cedeu à pressão e anunciou nesta sexta-feira (13) o adiamento do Jogo das Estrelas, que seria no próximo final de semana, e que todas as partidas do NBB até quarta-feira (18), quando o campeonato para, serão realizadas com portões fechados.

A pressão começou ontem (12) pela manhã, quando a Federação Internacional de Basquete (Fiba) anunciou a paralisação de todas suas competições, o que já afetava o basquete brasileiro, porque o Flamengo joga a Champions League Américas (antiga Liga das Américas). O time chegou a entrar em quadra ontem, venceu o Instituto de Córdoba (Argentina) e se classificou para a final, que agora não tem data marcada.

Alegando que seguia recomendação da Fiba, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) adiou o início da segunda divisão nacional, marcada para domingo, e pediu que as ligas chanceladas por ela, masculina e feminina, seguissem pelo mesmo caminho. A LBF inicialmente disse que não pretendia tomar nenhuma atitude antes de determinação governamentais, mas horas depois cedeu e anunciou portões fechados a partir de hoje.

Na falta de uma posição oficial da LNB, os jogadores passaram a fazer queixas públicas. A sumida Associação de Jogadores, a AAPB, reapareceu para se posicionar a favor do adiamento dos jogos. "Os atletas estão com receio da exposição em aeroportos nos deslocamentos para os jogos. Deve ser prioridade a saúde dos atletas e todos envolvidos nos jogos assim como de seus familiares", postou nas redes sociais.

Nesta manhã, a liga enfim se posicionou, informando que os clubes decidiram adiar o Jogo das Estrelas. "A decisão da entidade foi baseada em diversos fatores. Dentre eles está o grande fluxo de fãs, atletas, técnicos e demais profissionais envolvidos com o evento, que viriam de várias partes do país a São Paulo, assim como a vinda da equipe Sub-20 da Argentina, que disputaria o Desafio Novas Estrelas na sexta-feira. Por tratar-se de um evento festivo, o adiamento do Jogo das Estrelas não impacta no calendário da competição", pontuou a LNB, afirmando que patrocinadores e parceiros, consultados, prestaram solidariedade à decisão.

Além disso, os clubes também definiram que as partidas do NBB de hoje até quarta-feira da semana que vem serão realizadas com portões fechados. "Na próxima semana, os membros do Conselho de Administração da entidade se reunirão novamente para reavaliar a situação e podendo tomar novas medidas preventivas", informou. Pelo seu site, a liga informou detalhes sobre ressarcimento de ingressos para o Jogo das Estrelas.