PUBLICIDADE
Topo

Confederação de basquete pede para 'rival' NBB suspender jogos

Maracanãzinho recebe a final do NBB - Divulgação/LNB
Maracanãzinho recebe a final do NBB Imagem: Divulgação/LNB
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

12/03/2020 15h42

Ainda em meio a picuinhas de bastidores, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) pediu hoje (12) para que a Liga Nacional de Basquete (LNB) paralise o NBB em meio à pandemia de coronavírus. O pedido também vale para a Liga de Basquete Feminino (LBF), que ontem (11) responderam ao Olhar Olímpico que não pretendiam paralisar atividades. No basquete, a Champions League América, espécie de Libertadores da modalidade, terá jogos hoje e vai parar a partir de sexta-feira (13).

O pedido da CBB foi publicado em nota no site da confederação na qual ela anuncia a suspensão do que ela chama de "Campeonato Brasileiro" e que, na prática, é a segunda divisão do basquete masculino. O torneio deveria começar no domingo (15). Torneios de basquete realizados pelo Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), de base, também foram cancelados. Antes, apenas a liga de polo aquático (PAB) havia cancelado eventos por causa do coronavírus, e de base. A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) seguiu o mesmo caminho logo depois.

"A CBB também orienta que as federações estaduais, ligas profissionais por ela chanceladas, a LNB, e a LBF, sigam as orientações da Fiba, suspendendo suas partidas até que seja seguro retornar às atividades", diz o comunicado da confederação. Em seu site, a Fiba não faz qualquer recomendação às federações nacionais, apenas anuncia a suspensão dos torneios por ela realizados. Ao blog, a LBF respondeu que não vai seguir a recomendação da CBB, ainda que esteja em "monitoramento constante da situação, inclusive com as equipes"

O pedido de suspensão do NBB chega em má hora para a LNB, que pretende realizar o Jogo das Estrelas no próximo final de semana, em São Paulo, com expectativa de lotar o Ibirapuera. O fim de semana costuma ser bastante lucrativo para a liga, que vende cotas de patrocínio exclusivas.

NBB e CBB têm má relação há algum tempo, o que voltou a ser explicitado há 15 dias, quando as duas entidades trocaram farpas nas redes sociais e a CBB reclamou que jovens talentos não têm espaço para jogar nos clubes e só são revelados quando ganham tempo de jogo na seleção. Mesmo duas semanas depois, as arestas ainda não foram aparadas.

Olhar Olímpico