PUBLICIDADE
Topo

Na Grade do MMA

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Máquina de recordes: conheça os maiores feitos de Charles 'Do Bronx' no UFC

Charles Do Bronx Oliveira conversa com a imprensa em Phoenix (EUA) - Louis Grasse/ Px Images
Charles Do Bronx Oliveira conversa com a imprensa em Phoenix (EUA) Imagem: Louis Grasse/ Px Images
Diego Ribas

Jornalista que cobre MMA há mais de uma década, sócio da Ag Fight e fã de esportes de combate. Morando em Las Vegas desde 2014, segue de perto os bastidores do UFC.

Colunista do UOL

06/05/2022 04h00

Em quase 12 anos no UFC, Charles 'Do Bronx' Oliveira se acostumou a colecionar números impactantes no octógono. Com algumas marcas expressivas no maior evento de lutas do mundo, o campeão dos pesos-leves (70 kg), mesmo com apenas 32 anos, já cravou seu nome no esporte.

Grande prova disso é sua marca de 18 vitórias pela via rápida (seja um nocaute ou finalização), duas a mais do que o segundo colocado, Donald Cerrone. O Cowboy, assim como os demais principais nomes da lista - Jim Miller, Vitor Belfort, Anderson Silva e Matt Brown - está no final de sua carreira, enquanto que Charles vive o seu ápice.

E chegar ao melhor de sua forma próximo de fazer sua apresentação de número 30 no UFC só foi possível graças ao início agressivo em sua caminhada no show, ainda aos 20 anos. Desde seus primeiros passos no octógono, o atleta nascido no Guarujá chamou a atenção pela constante busca por finalizações, o que lhe garantiu também o recorde histórico neste quesito.

Ao todo, foram 15 adversários obrigados a dar os três tapinhas em sinal de desistência durante uma luta contra Charles. A marca deixou para trás os compatriotas e ex-lutadores do UFC Demian Maia e Royce Gracie, com 11 e dez finalizações cada, respectivamente.

O número, inclusive, garante a Charles a liderança no mesmo quesito em duas categorias de peso diferentes. Com nove finalizações entre os leves e seis entre os penas, o atleta é o único do UFC a dominar divisões distintas de forma simultânea. E isso não é tudo.

Do Bronx também acumulou 18 bônus em sua caminhada no evento, mesma marca do americano Donald Cerrone, com quem divide a primeira posição da lista. Dentre essas premiações, 12 são referentes a 'performance da noite', cinco a mais do que o segundo colocado.

Nada mal para as 29 apresentações do atleta no UFC que, entre outros feitos, foi o primeiro a finalizar um oponente com uma chave de panturrilha no octógono. E se tudo isso foi alcançado antes dele atingir sua melhor forma, é de se esperar que mais recordes sejam estabelecidos. Resta saber quando!