PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Com Síndrome de Peter Pan, Neymar alcançou apenas 60% do que imaginávamos

Com cara de choro, Neymar mostra seu pé com inchaço em stories - Reprodução/Instagram
Com cara de choro, Neymar mostra seu pé com inchaço em stories Imagem: Reprodução/Instagram
só para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

01/07/2022 11h32

Ainda não existe nada oficial.

Mas, como a gente diz lá em Muzambinho, onde há fumaça, há fogo.

Então é difícil duvidar que Neymar esteja mesmo com os dias contados lá no PSG.

E sendo "mandado embora" pelo clube que em 2017 pagou quase 1 bilhão de reais por ele.

Humilhante!

Bem, mas, no frigir dos ovos, falemos sobre o desempenho de Neymar nesses quase 10 anos de Europa.

Ele realmente viveu grandes momentos no Velho Continente.

Principalmente enquanto esteve no Barcelona ao lado de Messi e de Suárez.

Foi, sem dúvida, o melhor momento da carreira dele.

Mas, depois que ele decidiu trocar a Catalunha por Paris, seu comprometimento com o esporte parece ter caído drasticamente.

Lá no PSG ele sempre demonstrou querer mais ser um popstar do que um jogador de futebol.

E a combinação deste fator com a sua antipatia em campo fez com que o brasileiro virasse o atleta mais detestado do esporte bretão no planeta.

Agora, nem mesmo Mbappé, que era seu pupilo, o quer por perto.

Parece ser um triste fim de trajetória na Europa do jogador brasileiro mais promissor dos últimos 15 anos.

Uma pena, mas, na realidade, Neymar alcançou apenas 60% do que esperávamos na mundo da bola.

Era para ter sido melhor do mundo umas três vezes, ter vencido a Champions League sendo protagonista pelo menos duas vezes e ser adorado por todo amante do bom futebol.

Mas passou longe disso.

E isso por causa de sua "Síndrome de Peter Pan".

Ou seja, ele esqueceu de amadurecer e virar um adulto.

Até hoje, aos 30 anos, quer ser chamado de "Menino Ney".

E o futebol de alto nível é para quem tem maturidade, e não para garotos mimados.

Opine!