PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

A camisa do Santos pesa na América do Sul como a do Real na Europa!

Marcos Leonardo, do Santos, disputa lance contra a Unión La Calera, pela Sul-Americana - Fernanda Luz/AGIF
Marcos Leonardo, do Santos, disputa lance contra a Unión La Calera, pela Sul-Americana Imagem: Fernanda Luz/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

18/05/2022 23h42

Santos 1 x 0 Unión La Calera

Em hipótese alguma pense que o Santos Futebol Clube, o maior da terra, está morto!

Pois, quando você menos esperar, será surpreendido com uma vitória inacreditável como a de hoje!

A verdade, meus amigos, é que aqui na América do Sul a camisa do Peixe é pesada como a do Real Madrid na Europa.

E, assim como os Galácticos fizeram com o Manchaster City semana passada, o Alvinegro praiano também venceu nos acréscimos em uma partida que parecia completamente perdida.

Os chilenos do Unión La Calera já davam a classificação na Sul-Americana como certa após 90 minutos de muita cera na Vila Belmiro, com o Santos perdendo inúmeras chances de gol.

Mas, aos 56 minutos da etapa complementar (e é bom ressaltar que o árbitro deveria mesmo ter dado tanto tempo de acréscimo), o time que mais se regenera no mundo (by Alexandre Praetzel) marcou o tento salvador.

Com um Menino da Vila, como não poderia deixar de ser: Lucas Barbosa.

Agora, o Peixe depende apenas de si para avançar na Sul-Americana.

E é bom dar uma atenção ao torneio, já que o maior clube da terra tem que ter em sua galeria tudo quanto é troféu.

Menos da Série B...

Opine!