PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Corinthians segura empate heroico mesmo após ser operado pelo apito-hermano

Cantillo foi expulso durante o 2° tempo de Boca Juniors x Corinthians, jogo válido pela Libertadores - Agustin Marcarian/Reuters
Cantillo foi expulso durante o 2° tempo de Boca Juniors x Corinthians, jogo válido pela Libertadores Imagem: Agustin Marcarian/Reuters
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

17/05/2022 23h34

Boca Juniors 1 x 1 Corinthians

Eu avisei, meus amigos, nesta manhã que o Corinthians tinha que ficar com os olhos bem abertos com a arbitragem do duelo diante do Boca Juniors.

Afinal de contas, o Timão pode ser o queridinho da arbitragem aqui no Brasil.

Mas, na América do Sul, o "filho" dos homens de preto foi, é e sempre será o Club Atlético Boca Juniors.

E o que aconteceu nesta noite na Bombonera foi realmente uma vergonha.

Não chegou a ser um "Amarilla 2.0".

Mas o senhor Christian Ferreyra, uruguaio, foi de um protecionismo ímpar para com os donos da casa.

Principalmente no segundo tempo, quando expulsou Cantillo que apenas revidou uma agressão que sofreu de Fernández.

Ou seja, o atleta da equipe da cada também deveria ter recebido o cartão vermelho.

Como recebeu Vítor Pereira por invadir o campo durante a confusão.

Mas o treinador do Boca, que também entrou na "cancha", nenhuma punição sofreu.

É sempre assim...

Uma pena, pois o Timão tinha totais condições de vencer este "banguela" Boca Juniors na Bombonera.

Principalmente pelo bom primeiro tempo, quando conseguiu jogar sem ser atrapalhado pela arbitragem.

E o resultado, ainda assim, foi ótimo para a equipe alvinegra, já que basta uma vitória agora contra o fraco Always Ready para garantir o primeiro lugar do Grupo E.

E o Timão merece muito mais do que esse Boca que sempre vence com enorme ajuda do apito!

Vergonhoso!

Opine!