PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

MN: Virada épica, título épico! O Galo leva o maior Brasileiro da história!

Hulk e Mariano comemoram gol do Atlético-MG contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro - Divulgação/CAM
Hulk e Mariano comemoram gol do Atlético-MG contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro Imagem: Divulgação/CAM
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

02/12/2021 19h55

Bahia 2 x 3 Atlético-MG

Ahhhhh, como é cruel o Clube Atlético Mineiro!

Deixou os flamenguistas sonhando até metade do segundo tempo, com a vitória parcial do Bahia lá na Fonte Nova.

Mas, quando quis jogar para valer mesmo, resolveu o jogo em apenas cinco minutos, com Hulk (o melhor jogador do continente nesta temporada) e dois gols de Keno.

Uma virada épica para coroar o maior título brasileiro de todos os tempos

Claro, já que não existiu um campeonato, de 1959 para cá, com tantos rivais à altura quanto neste.

E mesmo assim o maravilhoso time armado por Cuca sobrou de ponta a ponta e venceu com rodadas de antecedência.

Um feito incrível!

E um trabalho igualmente incrível sendo realizado lá em Belo Horizonte, que nos passa a impressão de que se trata apenas da primeira alegria atleticana nesta década.

Afinal, está na cara que o Galo, cada dia mais forte, dominará o futebol sul-americano nos próximos anos.

E vale sempre lembrar que hoje é dia de comemorar o bi oficial do Brasileirão.

Mas o Atlético é também TETRA MORAL da competição (77, 80, 99 e 2012).

Portanto, respeitem o Maior de Minas!

Que, em breve, será também o Maior das Américas!

Anotem e me cobrem!

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL