PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

MN: "Soberano", "outro patamar"... No futebol, a soberba precede a ruína!

"Outro patamar": frase de Bruno Henrique se tornou popular entre os flamenguistas em 2019 - Reprodução
"Outro patamar": frase de Bruno Henrique se tornou popular entre os flamenguistas em 2019 Imagem: Reprodução
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

01/12/2021 15h34

É natural vermos um certo tom de arrogância em todo time que esteja "na crista da onda".

Para exemplificar, peguemos situações até que recentes.

Lembram do "Soberano" São Paulo do início dos anos 2.000?

Como era duro aguentar os "malas" dos são-paulinos, não é mesmo?

Pouco tempo depois, veio o Corinthians campeão de tudo e com um papo de que todo o Brasil era "anti".

Também, desculpem o português claro, foi um pé no saco...

Mas nenhum deles superou a arrogância dos flamenguistas depois da passagem de Jorge Jesus pela Gávea.

E isso por um "domínio" de apenas seis meses, é bom reforçar.

Os flamenguistas vieram com um papo de disputar a Liga dos Campeões da Europa, forçaram a barra pela volta do futebol no Brasil enquanto o hospital de campanha do Maracanã estava lotado de pessoas morrendo de Covid-19, encheram o saco pelo retorno precoce da torcida aos estádios. . .

E agora, é claro, estão pagando a língua.

Tem até corintiano "feliz" com o título do Palmeiras, já que, mesmo com a vitória do rival, foi possível tirar uma "casquinha" dos arrogantes flamenguistas.

A soberba precede a ruína, já dizia um provérbio dos mais verdadeiros da história.

Por isso, flamenguista, agora não adianta chorar.

Vocês estão colhendo o que plantaram!

E, pensem bem: a diretoria rubro-negra forçou tanto a barra pela volta do público para os estádios para que os flamenguistas ficassem bem caladinhos em Montevidéu.

Bem feito!!!

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL