PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Milton: O Brasileiro acaba hoje para Galo e Grêmio

Diego Costa comemora gol do Atlético-MG contra o Fortaleza pela Copa do Brasil - Kely Pereira/AGIF
Diego Costa comemora gol do Atlético-MG contra o Fortaleza pela Copa do Brasil Imagem: Kely Pereira/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

03/11/2021 09h11

Antes de mais nada, afirmo que, para mim, o Brasileirão já acabou.

Independentemente do resultado do duelo entre Atlético-MG e Grêmio, nesta noite, no Mineirão.

Mas, sabe como é, a turma por aí pisa em ovos e gosta de "cravar" só quando tudo está matematicamente resolvido.

Bem, mas enfim, nem mesmo esses analista mais precavidos terão dúvidas após a partida de hoje de que o Campeonato Brasileiro acabou para o Galo e para o Grêmio.

O Atlético-MG, claro, com uma vantagem inalcançável, já será o campeão.

Enquanto o Grêmio, afundado por Felipão 7 a 1, não terá mais chances de brigar nem pela 16ª colocação.

E isso que o elenco gremista é melhor do que 50% do top 10 atual do campeonato, hein?

Ninguém mandou escolher Felipão para substituir Tiago Nunes, que também foi muito mal lá em Porto Alegre.

E eu fico com pena de Douglas Costa, que deixou o maravilhoso Bayern de Munique para jogar a segundona do Brasileiro.

Já o outro Costa, no caso o Diego, se deu muito bem ao voltar para o Brasil no time do momento.

E ajudará o Galo a levar a Tríplice Coroa desta temporada.

E você, amigo internauta, o que espera para o duelo de logo mais entre Galo e Grêmio?

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL