PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Milton: "O mercado quer o Fla campeão", desabafa Procópio, vice em 80

Pedro converte pênalti pelo Flamengo diante do Athletico-PR - Robson Mafra/AGIF
Pedro converte pênalti pelo Flamengo diante do Athletico-PR Imagem: Robson Mafra/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

21/10/2021 16h31

A possibilidade de termos um clássico entre Galo e Flamengo na final da Copa do Brasil cresce a cada dia.

Principalmente depois da ajudinha do VAR para o Rubro-Negro na noite de ontem, na Arena da Baixada.

O pênalti que encontraram para a equipe carioca no último lance foi simplesmente uma vergonha!

E com tudo isso, é claro, vem à tona nas discussões esportivas as absurdas operações sofridas pelo Atlético-MG diante do clube da Gávea no início dos anos 1980, no Maracanã e no Serra Dourada, pelo Brasileiro e pela Libertadores, respectivamente.

E, sobre o assunto, uma tuitada venenosa do grande Procópio Cardozo Neto, um dos maiores zagueiros da história do futebol brasileiro e técnico injustamente vice-campeão em 1980 (merecia a taça), deixou a torcida flamenguista enfurecida.

"O problema é que o mercado quer o Flamengo campeão de tudo. Eu senti isso na pele em 1980", começou Procópio.

"Em 1980 o roubo foi oficializado uma vez que o Aragão me processou por tê-lo chamado de ladrão depois do jogo no vestiário do Maracanã. E o Dr. Décio Fulgêncio, que era meu professor na Faculdade Milton Campos, mandou eu confirmar a declaração no tribunal. Confirmei e fui absolvido", completou o grande ex-zagueiro e técnico.

E Procópio ainda deu mais uma alfinetada nos rubro-negros.

"Os flamenguistas que me atacam são injustos e ingratos comigo. Eu que fui ao Rio fechar a transferência do Raul, do Cruzeiro para o Flamengo, numa reunião com Cláudio Coutinho e Márcio Braga na Gávea, em 1978. Antes disso o Flamengo só tinha Taça Guanabara e Campeonato Carioca", provocou.

Grande Procópio, zagueirão que não fugia de divididas em campo e que segue "chegando no carrinho" também nas redes sociais.

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL