PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

MN: Ceni não pode ser tratado como um "qualquer" por ingratos são-paulinos

Rogério Ceni foi homenageado na primeira vez em que enfrentou o São Paulo como treinador - RUBENS CHIRI/SÃO PAULO FC
Rogério Ceni foi homenageado na primeira vez em que enfrentou o São Paulo como treinador Imagem: RUBENS CHIRI/SÃO PAULO FC
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

15/10/2021 15h51

O torcedor brasileiro tem memória curta, é verdade.

Mas tudo tem um limite!

Eu entendo muito bem que a torcida do São Paulo tenha ficado chateada com a ida de Rogério Ceni para o Flamengo, no ano passado.

Parte dos tricolores pode até ter ficado com inveja por ter visto o maior ídolo da sua história levantando uma taça, a do Brasileiro, com outra camisa.

E também compreendo que tenha pegado mal a fala de Ceni, de que no Flamengo "a atmosfera é diferente".

Mas, até aí, destratar o grande herói da história do clube do Morumbi, como parte da torcida tem feito, é simplesmente inaceitável!

Rogério deveria ser reverenciado todos os dias pelos tricolores por tudo que realizou nos últimos 20 anos.

Não fosse pelo goleiro, o São Paulo não teria vencido metade dos inúmeros títulos da primeira década deste século.

Gerrard que o diga...

Portanto, por mais que seja compreensível certa chateação com essa passagem de Rogério pelo Fla, é preciso sempre respeitar um ídolo.

Ainda mais quando se trata do maior ídolo da história do clube.

Um são-paulino que xinga Rogério Ceni é tão ingrato quanto um flamenguista que ofende Zico, um santista que ataca Pelé, um palmeirense que fala mal de Ademir da Guia ou um corintiano que persegue Marcelinho Carioca.

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL