PUBLICIDADE
Topo

Milly Lacombe

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Contra dados e estatísticas; contra tudo e contra todos: Tchau, Boca

Dario Benedetto desperdiça cobrança de pênalti em Boca Juniors x Corinthians pela Libertadores - Marcelo Endelli/Getty Images
Dario Benedetto desperdiça cobrança de pênalti em Boca Juniors x Corinthians pela Libertadores Imagem: Marcelo Endelli/Getty Images
só para assinantes
Milly Lacombe

Milly Lacombe, 53, é jornalista, roteirista e escritora. Cronista com coluna nas revistas Trip e Tpm, é autora de cinco livros, entre eles o romance O Ano em Que Morri em Nova York. Acredita em Proust, Machado, Eça, Clarice, Baldwin, Lorde e em longos cafés-da-manhã. Como Nelson Rodrigues acha que o sábado é uma ilusão e, como Camus, que o futebol ensina quase tudo sobre a vida.

Colunista do UOL

06/07/2022 09h51

Estava escrito há dez mil anos, poderia dizer Nelson Rodrigues. Há dez mil anos já havia sido decidido que o Boca seria eliminado pelo Corinthians nas oitavas de final da Libertadores de 2022.

Boa sorte aos planilheiros desse jogo que tentarão entender o que aconteceu na Bombonera.

Um time que não acertou nenhum chute no gol saiu com a vitória. O futebol é maior do que a matemática, maior do que estatísticas e análises objetivas.

Tem jogos - os melhores - em que falar em linhas, em atacar espaços, em esquemas táticos, em capacidade de finalização, em posse de bola é apenas uma chave vazia.

Futebol a gente não vê, futebol a gente sente como ensina o poeta Sergio Vaz.

Esse 5 de julho de 2022 foi jogo para a gente sentir.

Sentir tudo. Medo, angústia, desespero, pânico, dor, aflição, alegria, êxtase, arrebatamento, arroubo, suspensão.

Isso é o futebol. Quem gosta desse jogo pode até não acreditar em Deus, mas sabe perfeitamente que milagres existem.

Tentar explicá-lo é diminuí-lo.

Futebol é pra ser sentido. Há dias, e são a maioria, em que o que fica é apenas dor e desilusão. Em outros, tudo é gozo e satisfação.

Em nome desses, seguimos. Contra tudo e contra todos.