PUBLICIDADE
Topo

Milly Lacombe

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Corinthians e São Paulo: vale tabus, vale liderança, vale muita coisa

Torcida do Corinthians durante partida contra o Boca Juniors, na Neo Química Arena, pela Libertadores 2022 - Ettore Chiereguini/Ettore Chiereguini/AGIF
Torcida do Corinthians durante partida contra o Boca Juniors, na Neo Química Arena, pela Libertadores 2022 Imagem: Ettore Chiereguini/Ettore Chiereguini/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milly Lacombe

Milly Lacombe, 53, é jornalista, roteirista e escritora. Cronista com coluna nas revistas Trip e Tpm, é autora de cinco livros, entre eles o romance O Ano em Que Morri em Nova York. Acredita em Proust, Machado, Eça, Clarice, Baldwin, Lorde e em longos cafés-da-manhã. Como Nelson Rodrigues acha que o sábado é uma ilusão e, como Camus, que o futebol ensina quase tudo sobre a vida.

Colunista do UOL

22/05/2022 12h19

Os resultados de sábado do Brasileirão conferiram ao Majestoso de logo mais uma camada extra de drama: vale a liderança do campeonato.

Mas não apenas isso. Vale, para o São Paulo, a primeira vitória em Itaquera. E, para o Corinthians, a primeira vitória em clássicos no ano e com Vitor Pereira.

De repente, um jogo que mesmo se fosse amistoso já carregaria com ele uma história imensa, ganhou em ocasiões de sofrimento e de êxtase.

Acho o Corinthians levemente favorito, ainda que não devamos falar em favoritismo num clássico desse tamanho. Baseio a análise no fator casa e no que o time de Vitor Pereira vem apresentando nos últimos jogos.

Mas, do lado de lá, Ceni já mostrou que é bom em arrumar o time para jogar jogos específicos de formas muito específicas.

Contra o Corinthians, o São Paulo de Ceni sempre entra com uma pegada diferente - como deve ser.

Os dois últimos encontros entre os times revelaram um São Paulo mais intenso, mais disposto, mais enérgico do que o Corinthians. Se essa diferença estiver hoje em campo, o São Paulo pode perfeitamente sair de Itaquera tendo quebrado um tabu e líder do campeonato. Seria uma vitória abundante. Talvez a mais expressiva do ano para o tricolor. Espero que nada disso aconteça e que o Corinthians consiga se impor dentro de casa para seguir na liderança.